Matéria do Jornal Metro Brasília sobre a confusa gestão da Biblioteca Nacional e o não-funcionamento do registro de originais

Captura de Tela 2015-11-04 às 06.36.06 A Biblioteca Nacional admitiu que “Valéria Carvalho, a responsável pelos registros, ninguém sabe por onde anda”..”Matéria publicada na quarta-feira, 04 de novembro de 2015. Trecho da matéria: “A resposta que a Biblioteca Nacional tem a dar para os interessados em Brasília, porém, não é agradável. Após uma se- mana pedindo um esclarecimento, a instituição afirmou que “não tem como informar se essa gestão permanece ativa”. De acordo com Tânia Pacheco, da coordenação-geral de planejamento e administração da FBN, mesmo com o fechamento da Biblioteca Demonstrativa, uma servidora da instituição se manteve em Brasília para não interromper os serviços de registro, mas a própria biblioteca desconhece se os serviços continuam sendo prestados. (grifo nosso)

Tânia explicou que até antes do fechamento da Biblioteca Demonstrativa, a gestão do espaço era feita pela FBN, mas após o início das obras a responsabilidade passou a ser do Ministério da Cultura, para onde foram transferidos os servidores – à exceção de Valéria Carvalho, a responsável pelos registros, que ninguém sabe por onde anda. O Ministério da Cultura não respondeu a reportagem.”

O MinC assiste a tudo, calado, impávido. Omisso.

Marcos Linhares

Presidente

Anúncios

Um comentário sobre “Matéria do Jornal Metro Brasília sobre a confusa gestão da Biblioteca Nacional e o não-funcionamento do registro de originais

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s