ESTREIA DA COLUNA “LEITURAS INCLUSIVAS”

foto para Coluna Leituras inclusivas (1)

Hoje, estreia a Coluna “Leituras inclusivas”, de nossa sindicalizada Dinorá Couto Cançado,  matricula 185.
A coluna trará notas sobre divulgação de livros, leituras, bibliotecas e eventos que incluem pessoas com deficiência visual, por meio de leituras que promovem a inclusão social. A periodicidade será quinzenal.
Dinorá Couto Cançado é agente cultural em literatura, gestão, pesquisa, capacitação e produção cultural. Autora de livros infantis, membro-fundadora da Biblioteca Braille Dorina Nowill, especialista em inclusão.
Dicas de leitura nas férias
Pelo 9º ano consecutivo as férias dos alunos das redes públicas/ particulares e outros interessados contam com dicas de bons livros, lidos/apreciados pela consultora literária Dinorá Couto Cançado. Um quadro idealizado por Luiza Inez Vilela, no Programa Cotidiano da Rádio Nacional (AM 980). Toda quarta-feira, às 14h40, com 3 belas dicas, sendo uma delas de autor (a) brasiliense. A maioria dos livros faz parte do acervo da Biblioteca Braille Dorina Nowill, onde Dinorá atua como educadora voluntária, desde a sua fundação, ocorrida em 1995. O público-alvo dessa Biblioteca, o deficiente visual, adora ouvir rádio e à medida que se interessa pelas obras citadas nas dicas, elas são transcritas em Braille, gravadas e/ou lidas nas rodas de leituras que ocorrem na Biblioteca, sediada na CNB 01, Área Especial, Taguatinga, Distrito Federal.
As 3 dicas que encantaram os ouvintes foram: Com essa eu não contava, de Raimundo Gadelha, com ilustrações do alagoano Bruno Gomes; Só um minutinho – um conto de esperteza num livro de contar, da autora/ilustradora Iuyi Morales, traduzido por Ana Maria Machado; Pesadelos, sonhos e contos de Clotilde Chaparro. O livro de Clotilde já está na fila para a transcrição em Braille e o da mexicana Iuyi Morales ilustrou o Diálogo Brasil México ocorrido na Biblioteca Braille.

 

Houve grande interesse da professora Gina Vieira pela 1ª dica: Quem perde a voz, perde a vez, com texto e ilustração de Maurício Veneza; a 2ª dica foi a estreia de Nisa Caram na literatura, com o título A vovó e o palhaço, com ilustrações de Marcelo Campos. Este livro foi dramatizado no Encontro da Diversidade, iniciativa da EAPE – Escola dos Profissionais da Educação, da Secretaria de Educação do Distrito Federal; a obra tem por temática a construção e desconstrução do preconceito. Já a 3ª dica foi da autora brasiliense Maria Salete Costa Moreira com o livro O brilho da estrelinha, já transcrito em Braille e com ilustrações adaptadas para que os deficientes visuais sintam com os dedos o formato das estrelinhas, da lua e demais desenhos dessa bela obra que trata das diferenças.

As dicas continuam até o final das férias, depois traremos mais 3 dicas-surpresas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s