Anúncio publicado hoje no Jornal de Brasília – Campanha “Procura-se Vera Carvalho”

Captura de Tela 2015-11-11 às 08.59.47
Está no ar nossa campanha. Publicamos um “procura-se” nos Classificados do Jornal de Brasília:

“Quem souber do paradeiro de Vera Carvalho, responsável pelos registros de direito autoral em Brasília, da Fundação Biblioteca Nacional, favor informar com urgência a Tânia Pacheco, da coordenação-geral de planejamento e administração daquele órgão – (21) 2220-3040 ou cgpa@bn.br. Em entrevista ao jornal Metro Brasília, publicada em 4/11/2015, Tânia afirmou “que ninguém sabe por onde anda Vera”. Agradecemos pela ajuda.
Marcos Linhares – presidente
Sindicato dos Escritores do DF”

Fiz um vídeo e também coloquei num site de desaparecidos. Quem sabe se a FBN resolver trabalhar e encontrar a Vera Carvalho para que ela possa voltar a oferecer o trabalho ao qual fora designada, a situação possa ser remediada.

Continuaremos nossa campanha até que os escritores recebam de volta um serviço que receberam por cerca de duas décadas e que lhes foi tirado de maneira intempestiva, por problemas de má vontade e gestão sem adjetivos para qualificar.

Em tempo: Esta campanha não possui caráter de ataque pessoal a quem quer que seja, muito menos em relação à servidora Vera Carvalho, que inclusive não conhecemos pessoalmente e que só soubemos da existência graças ao depoimento de Tânia Pacheco ao Metro Brasília. Se por acaso ela esteja passando por dificuldades de saúde pessoal ou da família, tiver tirado uma licença médica ou algo assim, desejamos o pronto reestabelecimento, tanto dela quanto de qualquer familiar. Contudo, se assim for, uma questão persiste: Se algo assim tiver ocorrido causa real estranhamento a Coordenação de Administração e Planejamento não saber por onde Vera anda… Nada justifica isso e muito menos tal declaração.

O Sindescritores se coloca à disposição para ajudar no que for possível para tentarmos resolver essa situação e os escritores poderem voltar a receber o serviço de registro em Brasília, como alias continua a ser realizado em outras 13 capitais.

Anúncios

Campanha “Respeitem os direitos autorais! Eu digo ‘Não’ à omissão da Biblioteca Nacional”

O presidente do Sindicato dos Escritores do Distrito Federal (Sindescritores), Marcos Linhares, denuncia a omissão e o desrespeito da Biblioteca Nacional (BN) para com os escritores da capital de todos os brasileiros ao não mais oferecer o registro de direitos autorais (que funcionou por décadas em Brasília) no DF. Disponibilizamos trecho da matéria publicada no jornal Metro Brasília, de 4 de novembro de 2015: Trecho da matéria: “A resposta que a Biblioteca Nacional tem a dar para os interessados em Brasília, porém, não é agradável. Após uma semana pedindo um esclarecimento, a instituição afirmou que “não tem como informar sValee essa gestão permanece ativa”. De acordo com Tânia Pacheco, da coordenação-geral de planejamento e administração da FBN, mesmo com o fechamento da Biblioteca Demonstrativa, uma servidora da instituição se manteve em Brasília para não interromper os serviços de registro, mas a própria biblioteca desconhece se os serviços continuam sendo prestados.

Tânia explicou que até antes do fechamento da Biblioteca Demonstrativa, a gestão do espaço era feita pela FBN, mas após o início das obras a responsabilidade passou a ser do Ministério da Cultura, para onde foram transferidos os servidores – à exceção de Valéria Carvalho, a responsável pelos registros, que ninguém sabe por onde anda. O Ministério da Cultura não respondeu a reportagem.”
Escolha o adjetivo para a justificativa dada. Temos certeza que não faltarão boas palavras para descrever tanta falta de senso e omissão…

Bibliotec Nacional - Metro 04 de novembro