Hoje, às 17h30, palestra imperdível com o nosso sindicalizado Theofilo Silva, no auditório da Câmara Legislativa do Distrito Federal

Comunicado Geral 40/2017

Imperdível! Hoje, às 17h30, a imperdível  palestra, O Admirável Mundo Novo, com o nosso sindicalizado Theofilo Silva, no auditório da Câmara Legislativa do Distrito Federal. Aberta e gratuita.

WhatsApp Image 2017-12-06 at 11.55.06

Anúncios

Palestra gratuita “Direitos autorais para Escritores e aprendizes”- 04/10

autor

COMUNICADO GERAL 26/2017-

Brasília,  23 de agosto de 2017

Assunto: Palestra gratuita “Direitos autorais para Escritores e aprendizes”

No intuito de ajudar escritores a entender melhor a Lei que rege os direitos autorais, assim como contratos com editoras, livrarias, distribuidoras, gráficas, agentes literários e eventos, o Sindicato dos Escritores do DF (Sindescritores) por meio de parceria com o Banco do Brasil promoverá a palestra gratuita  “Direitos autorais para Escritores e aprendizes”, que será realizada pela advogada, Rafaela Anselmo,  na Biblioteca do Banco do Brasil (Biblioteca BB Gepes -SEPS 702/902 Sul Bloco C Torre A, Ed. Brasília 50 – em frente à Faculdade Senac), na quarta-feira (4/10), das 17h às 18h30. Após a  palestra, a Dra. Anselmo estará à disposição para tirar dúvidas.

Inscrições

Para se inscrever basta enviar um e-mail para o Sindescritores confirmando presença. E-mail: sindicatoescritoresdf@gmail.com  As vagas são limitadas. Será entregue Certificado de Participação. 

Dra. Rafaela Anselmo
Por ser apaixonada por Literatura, formou-se em Letras Português pela Universidade de Brasília, há pouco mais de 10 anos. Depois de ter concluído a graduação, resolveu voltar à universidade para graduar-se em direito. Assim, exerce a advocacia há quase 4 (quatro) anos. Logo no início da carreira, foi contratada como advogada do SESI/SENAI Departamento Regional do Distrito Federal, trabalhando, dentre outras atribuições, com a elaboração de contratos e emissão de pareceres jurídicos sobre as mais variadas questões afetas às entidades. Atualmente, com o intuito de associar as duas grandes paixões (direito e literatura), tem  aprofundado seus estudos na área de direitos autorais, notadamente aqueles pertinentes à relação jurídica estabelecida entre Editora e Autor em decorrência da cessão de direitos autorais de obras literárias.

Sindescritores

Primeira entidade sindical de Escritores do Brasil, o Sindicato dos Escritores do Distrito Federal (Sindescritores) teve início em 1977 e registro definitivo em janeiro de 1979, tendo 06 de fevereiro de 1979, como data oficial de fundação . Originou-se da Associação Profissional dos Escritores do Distrito Federal, criada por Alan Viggiano e outros 57 escritores de Brasília. Teve como primeiro presidente o escritor e advogado Antônio Carlos Osório, Presidente da Academia Brasiliense de Letras. Conta com filiados de todos os estados do Brasil e alguns do exterior. Somos uma entidade sindical do 12º grau representativa da correspondente categoria profissional liberal compreendida no 132º grupo do plano da Confederação Nacional das Profissões Liberais, na base territorial do Distrito Federal, com sede em Brasília, homologados os Estatutos Sociais com as correções sugeridas.

Biblioteca do Banco do Brasil (Biblioteca BB Gepes)

Como suporte ao ensino e a aprendizagem o Banco dispõe de Unidades de Informação Corporativa (bibliotecas) vinculada à Diretoria Gestão de Pessoas, Gerência Regional de Gestão de Pessoas de Brasília (DF) e Diretoria de Marketing e Comunicação – CCBB Rio. O Banco conta também com bibliotecas setoriais vinculadas à Diretoria Jurídica e a Diretoria de Tecnologia em Brasília (DF). As Unidades de Informação do Banco coordenam as atividades de prospecção, gestão e disseminação da informação e do conhecimento. Para a comunidade estão disponíveis, para consulta, o acervo e a utilização do espaço físico para estudos, pesquisas e empréstimos entre bibliotecas.  Funciona de segunda a sexta, das 8h às 19h, e oferece mesas individuais, bancadas de estudo e tomadas a cada 10 lugares. O atendimento à comunidade faz parte das ações de responsabilidade social do Banco.

CONTATO – BIBLIOTECA – DIPES/GEPES – Gerência Regional – Gestão de Pessoas
SEPS – 702/902 – Bloco C – Torre A – Ed. BRASÍLIA 50  -CEP: 70330-730 – Brasília/DF
Tel.: + 55 (61) 3104-2280

Estamos a trabalhar.

MARCOS LINHARES
PRESIDENTE
Sindicato dos Escritores do Distrito Federal
Tels.:  55 (61) 3031-6524 | 8405-8290
sindicatoescritoresdf@gmail.com
SCN Quadra 02 Bloco D Loja 310
1º Pavimento Shopping Liberty Mall – Asa Norte
CEP: 70712-904 – Brasília – DF

 

Comunicado Geral 18/2017-Convite para Palestra com egiptóloga que mora no Cairo – quarta (19 de abril), às 19h

Captura de Tela 2017-04-17 às 21.13.55

Comunicado Geral 18/2017Assunto: Convite para Palestra com egiptóloga que mora no Cairo

Convidamos os escritores sindicalizados para assistirem uma palestra exclusiva sobre o Egito Antigo, com seus deuses e mitos, nesta quarta-feira (19/4). das 19h às 20h, na sede do Sindescritores no Liberty Mall. Poucas vagas.

A palestrante é a brasileira radicada no Cairo (Egito), Marcia Lessa. Ela é historiadora e egiptóloga formada na Universidade do Cairo.

Uma oportunidade aos amantes de História.

Confirmar interesse pelo e-mail: sindicatoescritoresdf@gmail.com

Estamos a trabalhar.

Saudações literárias do,
MARCOS LINHARES
PRESIDENTE
Sindicato dos Escritores do Distrito Federal
Tels.:  55 (61) 3031-6524 | 8405-8290
sindicatoescritoresdf@gmail.com
SCN Quadra 02 Bloco D Loja 310
1º Pavimento Shopping Liberty Mall – Asa Norte
CEP: 70712-904 – Brasília – DF

ComunicadoGeral 55/2016 -Anand Rao fará palestra na 3a (29/11), das 19h às 21h, sobre divulgação de livros independentes

portal

Brasília, 24de novembro  de 2016
Comunicado Geral 55 /2016
Assunto: Anand Rao fará palestra na 3a  (29/11), das 19h às 21h, sobre divulgação de livros independentes
 
O jornalista e escritor sindicalizado Anand Rao (matrícula 44), editor do Portal Cultura Alternativa, realizará na terça  (29/11), das 19h às 21h. na sede do Sindescritores DF (Liberty Mall) uma palestra  gratuita sobre o uso de redes sociais como Facebook, Youtube e Instagram como ferramenta de divulgação de livros para autores independentes, tudo para que escritores empreendedores consigam adquirir mais conhecimento das ferramentas de marketing disponíveis e, assim, promover seus livros a partir da plataforma.
Segundo Rao será um  “bate-papo com o Editor do Cultura Alternativa e suas ideias para divulgação e utilização da internet pelos escritores, onde todos vamos aprender e falar de nossas experiências”, pontua.
O escritor falará de assuntos vários passando pela necessidade de criação de uma página (com relatórios de dados, informação sobre o seu público,  conteúdo criativo) até chegar em publicidade diferenciada no Facebook e no Instagram. O escritor também poderá abordar plataformas novas e diferentes como ferramentas de autopublicação como Kindle Direct Publishing (KDP),  da Amazon.

As vagas são limitadas. As inscrições são pelo e-mail: sindicatoescritoresdf@gmail.com

Em tempo, o Portal Cultura Alternativa, que fala de arte, cultura, turismo e geral, recebe em média 10.000 acessos diários e 300.000 ao mês. São quase 30 matérias por dia, várias exclusivas, onde o trabalho diuturno e intenso nas redes sociais traz quase 30.000 likes. Anand Raio explica que  é fundamental bem  a busca inconteste de conteúdo diferenciado ou mesmo publicando em outros portais, mas, com um toque pessoal. Eles também publicam matérias de agências jornalísticas que estão relacionadas com a linha editorial.

Estamos a trabalhar.

MARCOS LINHARES
PRESIDENTE
Sindicato dos Escritores do Distrito Federal
Tels.:  55 (61) 3031-6524 | 8405-8290
sindicatoescritoresdf@gmail.com
SCN Quadra 02 Bloco D Loja 310
1º Pavimento Shopping Liberty Mall – Asa Norte
CEP: 70712-904 – Brasília – DF

Comunicado Geral 23/2016 – Oportunidade! Hoje, terça-feira (23/02), a partir das 20h, Palestra Gratuita “Como publicar meu livro do sofá de casa?”

.logo2-2

Brasília, 23 de fevereiro de 2015

Assunto: Oportunidade! Hoje, Palestra Gratuita “Como publicar meu livro do sofá de casa?”

Comunicamos a realização da Palestra Gratuita “Como publicar meu livro do sofá de casa?” com o escritor e professor M.P.Haickel, no Senhoritas Café, 23/02/2016 A partir das 20h.

Voltada para escritores que queiram publicar seu primeiro livro e ainda não conhece bem como funciona o mercado editorial brasileiro, bem como os caminhos para a publicação dos seus originais.

O escritor Marco Polo Haickel é autor e professor de literatura. Publicou o romance “O Cinza da Solidão” pela Thesaurus Editora de Brasília, obra que já alcança a marca de 3.000 exemplares vendidos, além do livro “O Amor de Mariano”, na sua 2ª edição. Atualmente professor de Português e Espanhol na Rede Pública, Marco Polo Haickel também é voluntário no projeto de incentivo à leitura “O Livro na Rua”…

Estamos a trabalhar. 
Saudações literárias do,MARCOS LINHARES
PRESIDENTE
Sindicato dos Escritores do Distrito Federal
Tels.:  55 (61) 3031-6524 | 8405-8290
sindicatoescritoresdf@gmail.com
SCN Quadra 02 Bloco D Loja 310
 1º Pavimento Shopping Liberty Mall – Asa Norte
CEP: 70712-904 – Brasília – DF

Comunicado Geral/19/2015 – Palestra “ O PODER E O PODER POLÍTICO EM SHAKESPEARE”

Comunicado Geral/19/ 2015

Ofício Parlamento 07/2015

Assunto: Palestra “ O PODER E O PODER POLÍTICO EM SHAKESPEARE” 

Informamos que conseguimos a cessão do auditório da Câmara Legislativa do DF, por meio do Ofício Parlamento 07/2015 para a realização da palestra “ O PODER E O PODER POLÍTICO EM SHAKESPEARE” a ser realizada pelo  nosso sindicalizado Theófilo Silva, que também é funcionário da Casa e autor dos livro A Paixão Segundo Shakespeare e Shakespeare Indignado. A data: quinta-feira, dia 26 de novembro, às 10h.

Convidamos a todas e a todos. Ajudem a divulgar. 

Em tempos em que tanto criticam as casas legislativas acreditamos que, pelo contrário, elas também podem servir para abrigar discussões abrangentes, de alto nível sobre grandes temas de interesse da sociedade que  representam.

Comissões, audiências públicas, frentes parlamentares, projetos de lei, propostas de emendas e votações de Orçamento são alguns dos temas que integram hoje o cotidiano desse poder legislativo. Desde seu surgimento no Brasil,  o Legislativo deve criar e analisar as leis, além de fiscalizar financeiramente o Executivo.

Para Antonio Barbosa, historiador da Universidade de Brasília, em entrevista à Rádio Câmara, “o que não mudou foi é aquilo que nós poderíamos identificar como a missão fundamental do parlamento, não só no Brasil, mas em qualquer lugar do mundo. O parlamento existe para falar, para criticar, para propor, mas, sobretudo, para fiscalizar a ação do executivo, sobretudo em termos orçamentários”.

A distância e a falta de conhecimento também agravam essa relação entre o cidadão e o Parlamento.

Para o doutor em Ciência Política pela Universidade de Brasília Leonardo Barreto, também para a rádio Câmara, “ a imagem ruim do parlamento não é um fenômeno brasileiro. Na opinião de Barreto, a atual crise brasileira seria um fenômeno democrático e passageiro

‘Os parlamentos, eles não vão ter necessariamente uma imagem positiva pelo mundo, porque eles são casas de debate por excelência, de discussão, de construção de consensos, e, muitas vezes, são questões demoradas.’

Por isso, propomos algo diferente, ousado, arrojado, discutir as leituras de Shakespeare  sobre o poder, sobre a política.  Afinal, como bem disse o bardo inglês:

“Uma pessoa é única ao estender a mão, e ao recolhê-la inesperadamente torna-se mais uma. O egoísmo unifica os insignificantes.”

Ou

“Que há de espantoso? Existe um governo vigilante… Há na alma de um Estado uma força misteriosa de que a História jamais ousou ocupar-se e cuja operação sobre-humana é inexprimível pela palavra ou pela pena”. Troilus e Créssida

Faremos a Exibição – Cena do filme Júlio César – (Oração) de Brutus e Marco Antônio. 4 min.

Roteiro da Palestra

1 – Sobre Shakespeare

– Vida e obra – Sua presença entre nós (Chaves, A Culpa é das

Estrelas, House of Cards, Marcha Nupcial, Rei Leão…)

             “Uns nascem grandes, alguns adquirem a grandeza, e a outros, a grandeza vem ao encontro”. (Noite de Reis – Final do Ato V)2 – O Poder e o Poder Político em Shakespeare

– Hamlet, Macbeth, Ricardo II, Ricardo III, Coriolano, Rei Lear, Troilus e Créssida e Júlio César)

“Temos esse direito; mas é um direito que não temos o direito de Exercer”. Coriolano

2 – A Importância do Estado de Direito e o Bom governo- Medida por Medida e o Mercador de Veneza

2.1 — A marcha institucional da Inglaterra – Os 800 anos da Carta Magna – Parlamento, Direito Comum, Revolução Gloriosa.

   “O orgulhoso se devora a si mesmo”. Troilus e Créssida

3 – A Debilidade dos Grandes – Humildade, Serenidade e Equilíbrio.

Hamlet, Othelo e Rei Lear

    “Esses pobres tempos corruptos precisam de amparo”. Falstaff, em Henrique IV-2

3.1 – A Corrupção – Há “sempre” algo de Podre no Reino da Dinamarca — O Brasil e o mundo hoje.

– Hamlet – Ser Ou não ser: eis a questão!

4 – As orações de Brutus e Marco Antônio – O que aprendemos com eles – A Manipulação das massas.

O Solilóquio de Hamlet

HAMLET: Ser ou não ser… Eis a questão. O que é mais nobre para o espírito: Suportar os dardos e flechas de um destino ultrajante, ou opor-se a esse mar de calamidades e dar-lhes fim resistindo? Morrer… dormir… nada mais… E com o sono, dizem terminam as dores do coração, e os mil naturais conflitos que constituem a herança da carne. Que fim poderia ser mais devotamente desejado? Morrer.., dormir… dormir? Talvez sonhar… Sim, eis aí a dificuldade, porque é forçoso que nos detenhamos a pensar que sonhos possam sobrevir durante o sono da morte, quando nos tenhamos libertado do torvelinho da vida. Eis aí a calamidade que torna a vida assim tão longa! Senão, quem suportaria os ultrajes e desdéns do tempo, a afronta do soberbo, a injúria do opressor, as angústias do amor desprezado, a morosidade da lei, a insolência do poder, e as humilhações que o homem de mérito recebe do sujeito mais indigno, quando poderia encontrar quietude, com um simples punhal? Quem gostaria de suportar tão duras cargas, gemendo e suando sob o peso de uma vida afanosa, se não fosse o temor de alguma coisa depois da morte, região misteriosa, de onde nenhum viajante jamais voltou, confundindo a nossa vontade e impelindo-nos a suportar aqueles males que nos afligem, ao invés de nos atirarmos a outros que desconhecemos? E é assim, que a consciência nos transforma em covardes e é assim que o primitivo verdor de nossas resoluções se estiola na pálida sombra do pensamento e é assim que os empreendimentos de maior alento e importância, com tais reflexões, desviam seu curso e deixam de ter o nome de ação.

5 — Debate

Estamos a trabalhar.

Marcos Linhares

Presidente