1ª  Assembleia Geral Extraordinária 2020 –   mudança do Estatuto, alteração na anuidade e outros temas de interesse

alta-sindescritores-logo-40-anos

Comunicado Geral  01/2020
Assunto:  1ª  Assembleia Geral Extraordinária 2020 –   mudança do Estatuto, alteração na anuidade e outros temas de interesse.

O presidente do Sindicato dos Escritores do Distrito Federal convoca os membros da entidade à 1a. Assembléia Geral Extraordinária 2020, que será realizada no sábado (08/02/2020), das 9h às 12h, em nossa sede (Praça da Alimentação/Liberty Mall). Serão discutidos a mudança do Estatuto, alteração na anuidade e outros temas de interesse.

Discutiremos a criação do cargo de diretor-adjunto. Assim. todos nossos diretores poderão ser auxiliados em cada área.

Também será discutida a criação da modalidade de pagamento mensal, que nos foi sugerida no ano passado, com o valor mensal variando entre R$ 30 e R$ 40 por mês.

Além disso, serão feitos informes sobre o I Encontro dos Escritores do Brasil, entre outros assuntos de interesse.

Conforme o que é estipulado em nosso regimento, foi publicado o anúncio de nossa Assembleia nesta terça (07/01/200), no Jornal de Brasília.

Segue o PDF da página com o acima referido anúncio publicado 07_01_2020 1a. Caderno A_19_Tb e abaixo, o link do jornal que circula hoje:
http://edicaodigital.jornaldebrasilia.com.br/pub/jornaldebrasilia/#page/19

Aproveito e desejo um ano iluminado com saúde, paz e muita inspiração para todos nós.

Estamos a trabalhar

MARCOS LINHARES
PRESIDENTE
Sindicato dos Escritores do Distrito Federal
Tels.:  55 (61) 3031-6524 | 99905-5905
sindicatoescritoresdf@gmail.com
SCN Quadra 02 Bloco D Loja 310
1º Pavimento Shopping Liberty Mall – Asa Norte
CEP: 70712-904 – Brasília – DF

Dia para comemorar ou chorar? Aniversário de fundação da Biblioteca Demonstrativa de Brasília

BDB

A BDB originou-se no Serviço Nacional de Bibliotecas (SNB). Antes era uma pequena biblioteca situada na galeria do Hotel Nacional de Brasília,  que acabou sendo  incorporada, em 1969, ao Instituto Nacional do Livro. Em 20 de novembro de 1970, foi inaugurada sob o título de “Biblioteca Demonstrativa do INL”. Em 2012, após o falecimento da saudosa diretora e bibliotecária da instituição,  Maria da Conceição Moreira Salles, que tanto fez por aquele espaço mágico e, consequentemente, pela  cidades,  a Biblioteca Demonstrativa de Brasília passou a chamar-se “Biblioteca Demonstrativa Maria da Conceição Moreira Salles”.  Hoje, a BDB completa 49 anos! Mas não temos ainda o que comemorar.

O espaço continua fechado. E aos trancos e barrancos, em meio ao processos eternos de licitação, a tão esperada reforma vai saindo… O departamento de Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas (DLLLB), da Secretaria de Cultura (agora no ministério do Turismo) conseguiu empenhar os móveis, fazer um aditivo para que a empresa contratada possa concluir o serviço da reforma. Enfim….

Como presidente do Sindicatos dos Escritores do DF, estive com vários ministros da Cultura, protocolizamos ofício após ofício pedindo explicações e exigindo que a Biblioteca nos seja devolvida. Há entendimentos entre o governo federal e a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do DF (SECEC), para que a Biblioteca tão logo seja inaugurada (a última previsão era 30 de outubro deste ano,  seja assumida pela SECEC… Contudo, será que esse secretário de cultura do DF dá conta de honrar o que assume? Ele parece ter desprezo pela área do livro…  (Clique Aqui e veja  vídeo no qual Adão Cândido confirma publicamente a parceria: Biblioteca Demonstrativa – Parceria entre Governo Federal e Secretaria de Cultura do DF)

Quanto ao DLLB, conta hoje com uma brava diretora interina, Ana Cristina Araruna, que tenta algo fazer, apesar da falta de recursos e de definições da pasta, jogada de lá para cá e que só recentemente nomeou o Secretário de Economia Criativa. Ah, a secretaria dele que ficou meses sem um titular  A Secretaria da Economia Criativa possui em sua estrutura duas unidades finalísticas: o Departamento de Empreendedorismo Cultural e o Departamento de Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas… Pois é…

Hoje é 20 de novembro. Amanhã, protocolizarei novo ofício solicitando informações sobre a reinauguração de nossa Biblioteca Demonstrativa. Podem até querer que caia no esquecimento, mas isso não acontecerá. As Biblioteca são templos vivos de iluminação cultural, de sonhos e de construção de novas perspectivas de vida. É assim em Portugal, em Londres, no Japão e terá continuar sendo assim aqui também!

Viva a Biblioteca Demonstrativa Maria da Conceição Moreira Salles!!!

Em tempo, um pouco de *memória:

Com a extinção do Instituto Nacional do Livro em 1990, o espaço foi denominado “Biblioteca Demonstrativa de Brasília”. Foi vinculado, a partir de então, à Fundação Biblioteca Nacional, pessoa jurídica ligada ao Ministério da Cultura, sediada no Rio de Janeiro.

Desde 1º de setembro de 2014, a BDB desvinculou-se administrativamente da Fundação Biblioteca Nacional. Subordina-se, atualmente, ao Departamento de Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas da Secretaria Especial de Cultura, subordinada ao ministério do Turismo. Desse modo, constitui agora um órgão da Administração Direta Federal.

Em maio de 2014, a Biblioteca Demonstrativa de Brasília foi interditada pela Defesa Civil do Distrito Federal, em razão das condições físicas precárias que apresentava na ocasião. Um dos principais fatos que ensejaram o fechamento da Biblioteca foi o risco de queda da marquise na entrada principal, mas a instituição já contava, à época, com numerosos problemas em suas instalações.

*Com informações da Wikipedia

Marcos Linhares

Presidente do Sindicato dos Escritores do DF

Porta voz do Fórum do Livro e da Leitura do DF

 

 

 

Sindescritores protocoliza proposta de Calendário de eventos à Biblioteca Nacional de Brasília

Calendário de eventos

Comunicado Geral 14/2019

Visando fortalecer as relações dos leitores do DF com seus autores e com as bibliotecas,  o Sindescritores, por meio do presidente e o diretor jurídico da entidade, Marcos Linhares e Judivan J. Vieira,  protocolizou e apresentou um CALENDÁRIO DE EVENTOS para a Biblioteca Nacional de Brasília (BNB), ao subsecretário do Patrimônio Cultural (Supac), Cristian Brayner, na tarde da segunda-feira (26/08).

O Calendário que ora se oferece poderá ser executado à partir de ACT – Acordo de Cooperação Técnica, nos termos da Lei nº 8.666/93 e, caso seja aceito, o  SINDESCRITORES-DF poderá receber da Secretaria de Cultura a minuta de ACT para exame ou elaborá-la e encaminhar para exame do órgão de assessoramento jurídico daquele órgão.

Estamos a trabalhar.

Calendário de eventos

 

Nesta terça (18/06), será lançado o Clube de Leitura Eneida de Moraes

clube

Nesta terça-feira, 18 de junho, cinco autores de obras literárias, alguns deles sindicalizados, participarão do lançamento do Clube de Leitura Eneida de Moraes, na Biblioteca Salomão Malina, localizada no Espaço Arildo Dória, no Conic, na área central de Brasília. Na ocasião, também será lançada a Roda de Leitura: as mil faces da literatura. O objetivo dos dois eventos é incentivar ainda mais a prática de leitura e discussões dos temas abordados nas obras. A entrada é gratuita.

Além disso, de acordo com o projeto da biblioteca pública, o clube de leitura também tem como finalidade captar membros e interessados para integrar o grupo e reunir um público mais qualificado e apreciadores da literatura para aproveitarem mais a unidade mantida pela fundação Astrojildo Pereira.

Com transmissão ao vivo pela página da fundação no Facebook, o evento de lançamento também pretende promover trabalhos de autores e valorizar e tornar ainda mais conhecido o acervo da biblioteca, que conta com 6,5 mil livros para empréstimo ao público em geral. Segundo a coordenadora da biblioteca, Thalyta Jubé, Brasília tem sido palco e um movimento muito grande de clubes de leitura.

“A ideia do clube de leitura é fazer um momento em que as pessoas possam discutir os livros. No fundo, quem lê quer compartilhar a leitura com outra pessoa que tenha o mesmo hábito e seja leitor do mesmo autor. Com o encontro mensal, também podemos motivar o pessoal a ir mais a biblioteca”, diz Thalyta.

A roda de conversa, segundo a proposta da biblioteca pública, é uma metodologia que reproduz um ambiente mais informal, estimulando o diálogo entre os participantes. Ela tem como objetivo promover a discussão sobre as diferentes formas que a literatura pode se apresentar. Para demonstrar isso, os autores convidados para o lançamento irão compartilhar as suas diferentes abordagens ao escreverem literatura.

Entre eles está a escritora de romances históricos Eneida Queiroz, autora cujo nome batiza o clube de leitura. Ela escreveu, por exemplo, dos livros Úmida Trama e A Mulher e a Casa. Também estão nesse time os autores Rubens Valente, que escreveu o livro-reportagem Os Fuzis e as Flechas, e Daniel Barros, referência em romance policial e escritor dos livros Canto Escuro, Enterro sem Defunto e Enquanto a Noite Durar, entre outros. Também está confirmada a presença da libanesa Dad Squarasi, colunista do Correio Braziliense e autora de livros, como Dicas da Dad e a Arte de Escrever Bem.

“As pessoas de sorte vivem com o dinheiro contado, mas a maioria vive devendo. Como fazê-las comprar livros e arranjar um tempo livre não apenas para ler, mas também para se encontrar com um outro grupo de pessoas que queiram debater esse livro? A ideia de um clube de leitura numa biblioteca pública, em área central de Brasília, facilitará esse processo”, afirma Eneida.

Segundo a autora, os interessados não precisarão comprar os livros, como fazem os demais frequentadores de outros clubes de leitura, já que, conforme acrescenta, a biblioteca da FAP providenciará o maior número possível de exemplares a serem emprestados. “Os encontros tentarão leves e interessantes, para cativar o público e incutir o gosto pela leitura”, destaca.

O evento será direcionado pelo mediador Paulo Souza, que integrará a mesa ao lado dos autores convidados. Ele é produtor cultural, editor e escritor. Na lista das obras de sua autoria, está o livro Ponto para Ler, mesmo nome de um perfil no Instagram e canal voltados para divulgação da literatura. Seu último trabalho é a novela Clarice, a Última Araújo.

“A abertura de um clube de leitura bem no coração da capital é, além de uma grande ação, uma enorme conquista, pois ajuda a desenvolver as melhores aptidões que um cidadão pode ter, que são a compreensão, saber escutar, empatia e, principalmente, o exercício do diálogo”, diz Paulo.

A sociedade brasileira, de acordo com o mediador, está caminhando para o amadurecimento e, acrescenta, “dentro desta evolução o papel da biblioteca vem ganhando novas definições”. “A biblioteca pública deixou de ser um espaço averso e de, unicamente, empréstimos de livros. Está começando a ser um ponto de convívio saudável que prega, acima de tudo, a evolução intelectual e interpessoal de seus frequentadores”, assevera o produtor cultural

De acordo com Thalyta, o evento se propõe, ainda, a viabilizar a execução de algumas das missões da biblioteca, como promover o conhecimento sobre a herança cultural, fomentar o diálogo intercultural e a diversidade cultural, além de apoiar a tradição oral.

Fonte: Cleomar Almeida/ Fundação Astrojildo Pereira

Nota de Pesar – Falecimento de Paulo Diniz

Comunicado Geral 11/2019

paulo diniz (2)Nota de Pesar

É com extremo pesar que o  Sindicato dos Escritores do Distrito Federal recebe a notícia do falecimento do professor, advogado e sindicalizado (matrícula 144), Paulo de Matos Ferreira Diniz, ocorrido em Brasília.

Neste momento de dor, nos solidarizamos com seus familiares ratificando nosso voto de pesar pela grande perda e agradecimentos à dedicação e trabalho prestados à literatura e ao amor.

Quando da posse dele em 2010, na cadeira vitalícia 1 da Academia Mundial de Direito Internacional, inspiradíssimo, como sempre, em um trecho do discurso, professou seu amor à eterna e amantíssima companheira, Vânia Diniz, também nossa colega de sindicato. Transcrevo esse belo momento: “No Rio conheci uma jovem por quem me apaixonei à primeira vista. Em conversa manifestei o desejo de Cursar Economia. Prontamente a jovem sugeriu, por que não Direito?  Seu pai advogado de renome, Procurador Federal, Prof. Dr. João da Rocha Moreira, com quem aprendi os primeiros passos do direito, que hoje emocionado  indico o seu nome como Patrono da cadeira que ora assumo.     Casamos tivemos duas  filhas. Mudamos para Brasília, onde nasceram  três netas, e, agora temos uma   Bisneta a Pietra. A jovem a quem me refiro é hoje a imortal VÂNIA MOREIRA DINIZ.”

O melhor cartão de visita e de despedida de um homem é sua história. Acreditamos que o dele, orgulha a todos nós.A Deus pedimos também que dê ao nosso amigo o merecido repouso eterno em seu reino. Muito respeitosamente, prestamos as nossas condolências e deixamos os nossos mais sinceros pêsames.

Paz e Bem, querido Paulo Diniz!

MARCOS LINHARES
PRESIDENTE
Sindicato dos Escritores do Distrito Federal
Tels.:  55 (61) 3031-6524 | 99905-5905
sindicatoescritoresdf@gmail.com
SCN Quadra 02 Bloco D Loja 310
1º Pavimento Shopping Liberty Mall – Asa Norte
CEP: 70712-904 – Brasília – DF

Prêmio Branquinho da Fonseca para autores maiores de 15 anos e menores de 30

Gulbenkian_Prémio_Branquinho_da_Fonseca_Literatura_Infantil

Comunicado Geral 10/2019

Estão abertas as inscrições para o Prêmio Branquinho da Fonseca, promovido pela Fundação Calouste Gulbenkian em parceria com o Jornal Expresso.

O edital é uma iniciativa conjunta da fundação e do jornal, tendo como objetivo encontrar e incentivar a produção literária de novos escritores da literatura infantil e juvenil. Os autores selecionados serão premiados.

Podem se inscrever autores maiores de 15 anos e menores de 30, que sejam de países de língua portuguesa, em uma das duas modalidades: Literatura para Infância e Literatura para Juventude. As obras não podem exceder 200 páginas e podem ser de temática livre.

Será selecionada uma obra por modalidade, que receberão €5.000,00 (aproximadamente R$22 mil) cada.

As inscrições se encerram 31 de maio e devem ser realizadas pelo e-mail (premio.branquinho@gulbenkian.pt). Clique no link abaixo e leia o regulamento: 

2019-PBFRegulamento

Inscreva-se para o Cerrado Literário – Feira de Livros e Encontro Literário do Sindescritores no Ernesto Café

WhatsApp Image 2019-04-18 at 11.15.21 (1)Se você quiser participar do Cerrado Literário – Feira de Livros e Encontro Literário do Sindescritores no Ernesto Café, basta se inscrever com a coordenadora do evento e diretora do Sindicato, Cristiane Sobral pelo Whats App (61) 99153-1883.

O evento será realizado no sábado (20/04), das 16h às 21h, no Ernesto Cafés Especiais (SCLS 115 – Bloco C – Loja 14- Asa Sul-Brasília-DF)

Para poder fazer a inscrição basta ser sindicalizado e estar com a anuidade 2019 em dia.

Esta atividade como muitas outras integram o calendário de comemoração dos 40 anos do Sindescritores.

 

Comunicamos e apresentamos nosso novo filiado: João Vieira 

36189035_10214996409655992_3308982249541599232_n

Comunicado Geral 26/2018
 
Comunicamos e apresentamos nosso novo filiado: João Vieira 
 
Colegas, comunicamos que nosso novo escritor sindicalizado é o escritor João Vieira ( a quem copio). Ele é terapeuta, muito engajado em trabalhos sociais (sempre fazendo ações com crianças em hospitais) e já publicou o seguinte título: “No lugar do outro (infantil).

Ele nasceu em 1971, no Gama/DF e recebeu o número de matrícula número 256.
Sinta-se abraçado por todos nós!
Saudações literárias do,
MARCOS LINHARES
PRESIDENTE
Sindicato dos Escritores do Distrito Federal
Tels.:  55 (61) 3031-6524 | 99905-5905
sindicatoescritoresdf@gmail.com
SCN Quadra 02 Bloco D Loja 310
1º Pavimento Shopping Liberty Mall – Asa Norte
CEP: 70712-904 – Brasília – DF