Ponto de vista 2- Coluna Quadrinhos

ponto de vista2

Verônica Saiki é artista plástica e designer gráfico editorial, já participou de diversos salões e exposições envolvendo ilustração e escultura, dentre as mais recentes estão: “84 vezes Silvio Santos” e “Novelas da Globo – Homenagem dos cartunistas brasileiros” ambas em SP. Como quadrinista possui os trabalhos autorais intitulado:Verdugo, o inacreditável, “Procurados” e “Boa Noite, Maria!”

Anúncios

Ponto de Vista – Coluna Quadrinhos

ponto de vista

Verônica Saiki é artista plástica e designer gráfico editorial, já participou de diversos salões e exposições envolvendo ilustração e escultura, dentre as mais recentes estão: “84 vezes Silvio Santos” e “Novelas da Globo – Homenagem dos cartunistas brasileiros” ambas em SP. Como quadrinista possui os trabalhos autorais intitulado:Verdugo, o inacreditável, “Procurados” e “Boa Noite, Maria!”

Programação (até agora) do Sindescritores na 3ª Feira do Livro da CLDF

WhatsApp Image 2017-09-26 at 09.35.04

Dia 3 – Terça
Manhã
9h – Palestra “Os animais do Cerrado” com o escritor Pedro Ivo Peres Santana
Público alvo- 5o ao 6o. ano 

Pedro Ivo Peres Santana é autor da série “O Cerrado na Escola”,que já lançou  11, dos 14 livros previstos, falando sobre os seguintes animais: Seriema, Tamanduá-Bandeira, Lobo Guará, Arara, Inhambu, Onça Pintada, Carcará, Tucano, Raposa, Jaó e Ema. Os próximos lançamentos serão Gavião-Carijó, Perdiz e Tatu. A publicação é voltada para a educação infantil e já adotada em algumas escolas.  Pedro Ivo foi agraciado com duas premiações do International Latino Book Awards.

A coleção é riquíssima para a educação infantil, inclusive propõe uma reflexão interdisciplinar, com perspectivas inovadoras, que facilita a compreensão do educando. Propõe ainda momentos de reflexão, descobertas, de leitura dinâmica, bem como um olhar para o cuidado com os animais, e, principalmente, a importância da conservação e preservação do bioma Cerrado como um todo. A coleção completa consta de livros sobre 14 animais ameaçados de extinção, seis frutas e mais cinco histórias do cerrado.

10h- Palestra sobre o livro  “Luz, Câmera, Repressão” com o escritor, historiador e jornalista Rodrigo Duhau – seguida de sessão de autógrafos 
 
Público alvo: Ensino Médio
 
No ano de 1964, os militares depuseram o presidente João Goulart do poder e assumiram o comando do país. Perpetuaram-se à frente da nação por 21 anos. Nesse período, a censura era um atributo do Estado, regulamentada por um arcabouço legal. O governo controlava, com olhos repressores, produções artísticas, entre elas o cinema. Tudo em nome da moral, dos bons costumes e da segurança nacional. Para os militares, havia, sim, uma “ameaça comunista” no Brasil e mensagens “subversivas”, segundo eles, eram veiculadas através das produções cinematográficas.

Rodrigo falará sobre o assunto, baseado na obra que escreveu, na qual estão presentes as memórias de personagens que viveram durante o regime militar e que tiveram seu cotidiano profissional influenciado pela censura de filmes. Um desses personagens é Maria Nilsa Soares da Silva Duhau, que trabalhou como representante das empresas produtoras de filmes e tinha suas próprias artimanhas para tentar “driblar” o cerceamento por parte do governo. Há depoimentos, ainda, de um cineasta, de dois censores e até de um economista que era contra o personagem Capitão Gay, interpretado por Jô Soares na década de 1980.

Rodrigo Duhau é servidor público desde 2005, atua como assessor de comunicação da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) há dez anos. Já trabalhou em dois jornais da cidade.

Tarde

16h – Palestra “A Amazônia e consequências da sua ocupação” com o escritor e jornalista Pedro César Batista- seguido de sessão de autógrafos do livro “Joao Batista – Mártir da Luta pela Reforma Agrária”

Público-Alvo: Ensino Médio

Pedro César Batista é autor de diversos livros dedicados às causas do povo, principalmente à Reforma Agrária. Sua trajetória tem a formação de ativista da linha de frente pela Justiça Social contra o excludente neoliberalismo. A mensagem de Pedro demonstra a capacidade de verdadeira união do povo contra as forças do Capital. Seu convívio com lideranças de esquerda vem de berço. O exemplo de moralidade de dona Isaura, sua amada mãe, é parte fundamental do caráter do escritor, pois a tenacidade em busca de objetivos e sua altivez em não se abalar diante das dificuldades são exemplos nobres que marcaram as almas dos filhos. O pai sofreu atentado. Pedro também foi vítima de atentados. Aos quinze anos de idade se atirava na vermelha bandeira do movimento estudantil. Daí em diante o país ganhou um guerreiro bom escritor. No livro, “JoãoBatista, Mártir da Luta pela Reforma Agrária”, o autor Pedro Batista nos enche de conhecimento e esperança, e nos conta bem contado, a história do Brasil que a grande mídia esconde. Seu querido irmão João Carlos Batista foi martirizado pelo latifúndio. Este líder campesino foi testemunha dos horrores da injustiça no campo. Isto o atiçou à luta. Optou pela área jurídica como instrumental usado nos embates.

Dia 4 – Quarta 

10h- Oficina de produção de texto com o escritor e professor Lincon Lacerda
 
Público alvo: 5o. ano 
 

Lincon Lacerda é poeta, letrista, contista, músico, compositor, fotógrafo, cyber artista, quadrinista, astrólogo, professor, pedagogo e psicopedagogo. Bibl.:Poematemática; Poema panfleto cinderela; Poema panfleto branca de neve; Sonetos pedagógicos; Palavra, lavra, livro; Brasília Clássica. Gibis: Digi, o tal e ana, a lógica; Cãodango e Cãolongo; Reminiscências do comendador bararau o diário de um idolescente; Camp e Vamp; Não, Júlia.

14h –  Palestra “Diagramação, técnicas de escrita e design de capas de livro” com o escritor Elias do Nascimento Melo Filho
 
Público alvo-  Ensino Médio, escritores, designers, e demais pessoas que querem produzir seu próprio livro
Elias do Nascimento Melo Filho é editor, Escritor e Músico é formado em Letras Português/Inglês pela União de Cursos Superiores COC de Ribeirão Preto com Especialização em Sistema Braille pelo Instituto Federal de Brasília. Estudante de Pedagogia pela Universidade Anhanguera, Música – habilitação em Violoncelo na Universidade de Brasília e Gestão Ambiental pelo Instituto Federal de Brasília. Atualmente, escreve três obras, uma técnico/ficção, um romance e um drama. Possui contos publicados por concursos do SESC do Distrito Federal. Atua como professor de Violino, Violoncelo e Linguagem Musical no Conservatório de Artes e Música de Brasília e em diversas escolas. É também pesquisador na área de Direito no Instituto Federal de Brasília e na área de Pedagogia Musical na Faculdade de Tecnologia e Negócios da Anhanguera de Brasília.
Dia 5 – Quinta
Manhã
9h – Palestra “A magia da poesia” com o  poeta e professor Antonio Costa Neto
Público – do 5o ao 9o ano
 Antonio Costa Neto é educador e poeta, autor de vários livros, dentre eles, “Poemas para os anjos da Terra”. Suas lembranças sensoriais afagam bichos, plantas, comidas e gente em todos os seus trejeitos – muito em especial a sua origem afro-brasileira – acomodando seus parentes, num terno mosaico familiar. Na obra, tias, avós, madrinhas, professoras, enfim,  o autor buscou em sua existência a universalização poética em com perfeita harmonia de realização.
Tarde
14h – “A história do Conto” com “Raul Ernesto Larrosa Ballesta”
Público alvo- Ensino Médio

Raúl Ernesto Larrosa Ballesta é contista e poeta bilíngüe espanhol e português.
Nasceu no Uruguai e vive em Brasília.

15h – Palestra “Minha vida com os quadrinhos- a experiência de Verônica Saiki”
Público-alvo: a partir do 5o. ano
Verônica Saiki é artista Plástica e pós-graduada em Design Gráfico e Editorial. Atuante em atividades diversas nos campos de suas formações com destaque para ilustração, escultura e quadrinhos. Autora de “Verdugo o inacreditável – Procurados” e “Boa Noite, Maria!”

Chamada para a catalogação das obras de escritores brasilienses  

LOGO

Brasília, 25 de setembro de 2017

Comunicado Geral 37/2017 
 
Assunto: Chamada para a catalogação das obras de escritores brasilienses  
 
Segundo a reunião que tivemos neste sábado, dia 23/09, estamos abrindo uma chamada para que os escritores de Brasília participem fornecendo dados de suas obras, para que possamos, além de traçar um perfil da LITERATURA BRASILIENSE, indicá-las nas escolas de Brasília, inclusive ao EJA. Para tanto, favor fornecer os seguintes dados (completos e em ordem). OBS: Obras que estejam com informações incompletas não participarão do processo! Enviar os dados abaixo para o e-mail: sindicatoescritoresdf@gmail.com
– Nome do autor:
– Breve bibliografia (máx 12 linhas):
Obras:
– Gênero
– Título
– Faixa etária
– Número de páginas
– Resumo
– Esta obra recebeu prêmio?
– Data de publicação:
– Editora/ edição própria:

Estamos a trabalhar.

MARCOS LINHARES
PRESIDENTE
Sindicato dos Escritores do Distrito Federal
Tels.:  55 (61) 3031-6524 | 8405-8290
sindicatoescritoresdf@gmail.com
SCN Quadra 02 Bloco D Loja 310
1º Pavimento Shopping Liberty Mall – Asa Norte
CEP: 70712-904 – Brasília – DF

 

 

 

Bem-sucedida reunião inicial para trabalhar a literatura brasiliense nas escolas

WhatsApp Image 2017-09-25 at 12.18.06

Comunicado Geral 36/2017  – 25 de setembro de 2017

Assunto: Bem-sucedida a reunião realizada na tarde do sábado (23/9), na sede do Sindescritores para  colaborar na regulamentação da literatura brasiliense nas escolas.

Além do presidente e da vice do Sindescritores/DF, Marcos Linhares e Vânia Gomes, também compareceram os sindicalizados Verônica Vicenza, Lindoberto Ribeiro, Judivan  Vieira e Cleomar Campos.

Já foram feitos encaminhamentos ao Sinpro/DF, foi criado um Grupo de Trabalho e acertados pontos importantes dessa jornada. A próxima reunião ficou agendada para o sábado, 07 de outubro, novamente na sede do Sindicato, às 14h. Todos estão convidados a se engajarem nessa atividade tão importante.

 

Estamos a trabalhar.

MARCOS LINHARES
PRESIDENTE
Sindicato dos Escritores do Distrito Federal
Tels.:  55 (61) 3031-6524 | 8405-8290
sindicatoescritoresdf@gmail.com
SCN Quadra 02 Bloco D Loja 310
1º Pavimento Shopping Liberty Mall – Asa Norte
CEP: 70712-904 – Brasília – DF

 

 

 

 

 

Convocatória para Colaborar na  regulamentação da literatura brasiliense nas escolas

LOGO  Comunicado Geral 35/2017 

Assunto: Convocatória para Colaborar na  regulamentação da literatura brasiliense nas escolas
Todos os colegas estão convocados/convidados para reunião na sede do Sindescritores (Liberty Mall), às 14h, do sábado (23/9), para colaborar com a regulamentação da literatura brasiliense nas escolas. Em especial, os autores/professores/

diretores/coordenadores da Secretaria de Estado de Educação do DF.

Lembramos a redação do § 2º do artigo 235 da Lei Orgânica do Distrito Federal:

Art. 235. A rede oficial de ensino deve incluir em seu currículo, em todos os níveis, conteúdo programático de educação ambiental, educação financeira, educação sexual, educação para o trânsito, saúde oral, comunicação social, artes, prevenção de doenças, cidadania, pluralidade cultural, pluralidade racial, além de outros adequados à realidade específica Distrito Federal.

  • 2º Para efeito do disposto no caput, o Poder Público deve incluir a literatura brasiliense no currículo das instituições públicas, com vistas a incentivar e difundir as formas de produção artístico-literária locais.

Fonte: http://www.fazenda.df.gov.br/aplicacoes/legislacao/legislacao/TelaSaidaDocumento.cfm?txtNumero=79&txtAno=2014&txtTipo=3&txtParte=.

Fica uma pergunta? Falta o que então para entrar em vigor? A regulamentação.

O Sindescritores tem participado de reuniões na CLDF nesse sentido. Contudo, para ganharmos tempo, precisamos propor um modelo factível de execução.

Contamos com todos. Se não fizemos nossa parte, de nada adiantará reclamações posteriores.

Estamos a trabalhar.

MARCOS LINHARES
PRESIDENTE
Sindicato dos Escritores do Distrito Federal
Tels.:  55 (61) 3031-6524 | 8405-8290
sindicatoescritoresdf@gmail.com
SCN Quadra 02 Bloco D Loja 310
1º Pavimento Shopping Liberty Mall – Asa Norte
CEP: 70712-904 – Brasília – DF