Sindescritores e Secretaria de Cultura firmam parceria para Projeto de Ocupação da Biblioteca Nacional de Brasília

alta-sindescritores-logo-40-anos     Captura de Tela 2019-11-05 às 16.46.58.png    Captura de Tela 2019-11-05 às 16.47.05

Sindescritores e Secretaria de Cultura firmam parceria para Projeto de Ocupação da Biblioteca Nacional de Brasília

O Sindicato dos Escritores do Distrito Federal (Sindescritores) e a Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa (SECEC) do Distrito Federal firmaram, em 27 de outubro, parceria para o Projeto de Ocupação da Biblioteca Nacional de Brasília (BNB) intitulado Calendário de Eventos Literários (CALEL).  A programação de eventos literários, sem custos ao serviço público, será iniciada neste sábado (09/11) e seguirá até outubro de 2020. O CALEL será sempre realizado no primeiro sábado de cada mês, das 10h ao meio dia.  Para acessar a Programação completa: (CALEL- Sindescritores-Secec-Bnb )

 

O primeiro evento intitulado “Histórias na Biblioteca- Halloween”, e contará com duas atividades, sendo uma para o público infantil e outra para o público adolescente e adulto.

O presidente do Sindescritores, Marcos Linhares, destacou que este “é um momento novo às relações do Sindicato com a SECEC. Agradecemos à secretaria, em especial, ao secretário Adão Cândido, ao Subsecretário do Patrimônio Cultural, Cristian Brayner e à diretora da Biblioteca Nacional, Marmenha Rosário, pelo apoio à nossa proposta. Esperamos poder aproximar a literatura da  população quanto de nossos gestores da cultura. Além disso, às vésperas dos 60 anos de nossa amada Brasília, ofertamos esse presente não só a nossa comunidade mas também aos turistas que estiverem na cidade no primeiro sábado de cada mês”, diz o escritor.

 

Infantil – Para este sábado, o autor Nando Alves contará a sugestiva história ‘Tem um monstro batendo à minha porta”. Já o escritor Pedro Ivo falará sobre “Os bichos do Cerrado”.  Será um momento divertido com direito a muitas selfies, autógrafos e bate-papo com os autores.

Jovens e Adultos – Para atender a todos os públicos, o Auditório da BNB receberá o Encontro de Escritores de Suspense, Mistério e Terror do DF.  Os autores presentes falarão sobre esse gênero e lerão minicontos desse tipo.

Programação variada do CALEL – Os encontros terão contação de histórias, seminário sobre a história da literatura do DF, debate sobre poesia, simpósio sobre as perspectivas da literatura do DF para 2020, palestra sobre direitos autorais, eventos sobre a relação meio ambiente/literatura e literatura/pessoas com deficiência, além de um sarau poético. “A programação está bem rica e foi pensada para contribuir com as políticas do livro, da leitura e bibliotecas por meio de atividades que envolvam a formação de público de leitor”, finalizou o presidente do Sindescritores.

Vale ressaltar que todos esses eventos são de graça. A programação está divulgada no site http://www.sindescritores.com

 
Informações: (61) 99905-5905

Sindescritores protocoliza proposta de Calendário de eventos à Biblioteca Nacional de Brasília

Calendário de eventos

Comunicado Geral 14/2019

Visando fortalecer as relações dos leitores do DF com seus autores e com as bibliotecas,  o Sindescritores, por meio do presidente e o diretor jurídico da entidade, Marcos Linhares e Judivan J. Vieira,  protocolizou e apresentou um CALENDÁRIO DE EVENTOS para a Biblioteca Nacional de Brasília (BNB), ao subsecretário do Patrimônio Cultural (Supac), Cristian Brayner, na tarde da segunda-feira (26/08).

O Calendário que ora se oferece poderá ser executado à partir de ACT – Acordo de Cooperação Técnica, nos termos da Lei nº 8.666/93 e, caso seja aceito, o  SINDESCRITORES-DF poderá receber da Secretaria de Cultura a minuta de ACT para exame ou elaborá-la e encaminhar para exame do órgão de assessoramento jurídico daquele órgão.

Estamos a trabalhar.

Calendário de eventos

 

Local e horário de funcionamento do Escritório de Direitos Autorais no DF

Comunicado Geral 11//2018 – Local de funcionamento do Escritório de Direitos Autorais no DF
 
Captura de Tela 2018-04-20 às 19.07.10

Com grande satisfação, comunicamos que Escritório de Representação Regional de Direitos Autorais do DF, da Biblioteca Nacional, depois de alguns ajustes, está a funcionar de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h (fora o intervalo do almoço), no Departamento do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas do Ministério da Cultura ( DLLLB/MinC).

Agradecemos ao novo diretor do Departamento, Guilherme Relvas pela compreensão da necessidade do funcionamento desse serviço que, em Brasília foi fechado tempos atrás, depois de muita luta e empenho do Sindescritores e do DLLLB/MinC, voltou a funcionar na capital de todos os brasileiros.

Relvas foi secretário-executivo do Sistema Estadual de Bibliotecas do Pará e promete fazer uma boa gestão à frente desse novo desafio. Ele também disse estar empenhado para que nossa  Biblioteca Demonstrativa de Brasília, também conhecida como Biblioteca Maria da Conceição Moreira Salles, seja reaberta no final do ano.

A todos os interessados segue a informação oficial com todos os contatos do Escritório Regional (ou posto estadual, como é denominado no site da  da Biblioteca Nacional – fonte AQUI

Distrito Federal – DF

Ministério da Cultura

Departamento do Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas – DLLLB/MinC
SCS qd. 9, lote C, Ed. Parque Cidade Corporate, torre B, 10º andar
Brasília
CEP: 70308-200
Tel: (61) 2024-2698
E-mail: posto.eda@cultura.gov.br

Estamos a trabalhar

 
MARCOS LINHARES
PRESIDENTE
Sindicato dos Escritores do Distrito Federal
Tels.:  55 (61) 3031-6524 | 8405-8290
sindicatoescritoresdf@gmail.com
SCN Quadra 02 Bloco D Loja 310
1º Pavimento Shopping Liberty Mall – Asa Norte
CEP: 70712-904 – Brasília – DF

COMUNICADO GERAL 31/2016 – Reabertura do Escritório de Direitos Autorais do DF e da Biblioteca Demonstrativa de Brasília

IMG_1520.JPG

Brasília, 31 de março de 2016

Comunicado Geral 31/2016- Reabertura do Escritório de Direitos Autorais do DF

Na tarde desta quinta-feira (31/03), foi realizada uma reunião para discutir a reabertura tanto do Escritório Regional de Direitos Autorais da Biblioteca Nacional assim como da Biblioteca Demonstrativa de Brasília (BDB) Maria da Conceição Moreira Salles. A iniciativa partiu do deputado distrital Roosevelt Vilela (PSB) em resposta a ofício expedido pelo Sindicato dos Escritores do DF (Sindescritores) pedindo ajuda referentes a esses dois assuntos.

Participaram da reunião, que foi realizada no gabinete do parlamentar, o Diretor do do Livro, Leitura, Literatura e Biblioteca do Ministério da Cultura (DLLLB/MinC), Volnei Canônica, o presidente do Sindescritores-DF, Marcos Linhares, a chefe de gabinete do deputado Roosevet Vilela, Dayanne Timóteo, além do próprio parlamentar.

IMG_1520
O encontro transcorreu de modo amistoso e Canônica explicou que envidou esforços e detalhou os procedimentos que teve que gerir para poder anunciar na reunião que, em julho próximo, em data a ser confirmada, será reaberto o  Escritório Regional de Direitos Autorais da Biblioteca Nacional. O diretor do DLLLB/MinC também adiantou que ainda no segundo semestre deste ano será reaberta a Biblioteca Demonstrativa de Brasília Maria da Conceição Moreira Salles.
‘Não será apenas uma reabertura, como também faremos da BDB uma biblioteca de referência para o país todo. Acabo de voltar de viagem aos EUA para falar com parceiros da DLLLB/MinC e estive numa biblioteca pública nos moldes que pretendemos implementar em Brasília”, explicou Volnei Caônica.
O presidente do Sindescritores-DF, Marcos Linhares, mostrou-se satisfeito com o resultado da reunião e comemorou as informações recebidas. “Agradecemos ao empenho do deputado  Roosevelt Vilela por ter oportunizado o encontro assim como ao diretor do  DLLLB/MinC, Volnei Canônica, pelas excelentes notícias. Tais reaberturas serão muito importantes não só para os escritores do DF, assim como para toda a comunidade”, apontou.
Já o parlamentar defendeu que esse também é um dos papéis do Legislativo, o de “fazer pontes e procurar caminhos e soluções criativas. Nem tudo depende de dinheiro, tudo depende de quanto queremos efetivamente ajudar a resolver dificuldades e procurar entendimentos. Juntar forças sempre é o melhor caminho”, finalizou.
 

Estamos a trabalhar.

MARCOS LINHARES
PRESIDENTE
Sindicato dos Escritores do Distrito Federal
Tels.:  55 (61) 3031-6524 | 8405-8290
sindicatoescritoresdf@gmail.com
SCN Quadra 02 Bloco D Loja 310
1º Pavimento Shopping Liberty Mall – Asa Norte
CEP: 70712-904 – Brasília – DF

 

Comunicado Geral 29/2015-Cartas aos 24 deputados distritais

15e2d6dd-4473-4f9e-a427-e629e756001a.jpeg

 

Assunto: Cartas aos 24 deputados distritais

Na manhã desta quarta-feira (02/12), mandamos correspondência composta de carta e um exemplar do jornal Metro Brasília,  aos 24 deputados distritais (uma para cada). Tudo para perguntar a cada uma e cada um acerca do compromisso do mandato deles com os escritores de Brasília.

No texto, fizemos uma memória da questão acerca do não-funcionamento do escritório regional de direitos autorais (no DF) da Fundação Biblioteca Nacional. Ao final, cito a promessa feita por eles à tv Bandeirantes, no dia 17 de novembro, dizendo que em um mês, ou seja 17 de dezembro, o escritório voltará a funcionar. Tudo o que temos até agora é promessa. Precisamos de toda ajuda para garantir que tal promessa seja cumprida.

Ao jornal Metro, na edição ontem, já falaram em 27 de dezembro… Ficaremos vigilantes e não sossegaremos enquanto o escritório volte a funcionar.

O texto da carta:

À Exma. Sra. Deputada

CELINA LEÃO

Gabinete Nº 14 – 3º andar

CÂMARA LEGISLATIVA DO DF

Praça Municipal – Quadra 2 – Lote 5

CEP: 70.094-902 Brasília- DF

 

ASSUNTO: FECHAMENTO DO ESCRITÓRIO DE DIREITOS AUTORAIS

 

BRASÍLIA, 1º. DE DEZEMBRO DE 2015

PREZADA DEPUTADA,

Nós do Sindicato dos Escritores do Distrito Federal (Sindescritores) estamos estupefatos com a omissão, o descaso e a falta de respeito para com os escritores da capital de todos os brasileiros. Com o fechamento, em 2014, da Biblioteca Demonstrativa Maria da Conceição Salles em Brasília para uma reforma sem fim (até hoje fechada), o escritório regional de direitos autorais da Fundação Biblioteca Nacional (FBN), que funcionava lá, deixou de atender, ou seja, de receber os originais de escritores e compositores. Recebíamos um protocolo, que garantia, minimamente que havíamos começado o processo de registro. Era nossa única garantia. Hoje, estamos jogados à sorte. Mandamos pelos Correios, e rezamos, por não termos protocolo, para que a obra não se extravie no caminho ou na própria Biblioteca. Garantia Zero.

Em outubro, depois de recebermos várias reclamações concretas de escritores de diversas faixas etárias, fomos obrigados a comprar essa justa causa. Resolvermos propor soluções para resolver o entrave que passam desde o funcionamento (mesmo que precário, talvez uma hora por semana), em uma biblioteca da cidade, até o funcionamento por um pequeno período de tempo no protocolo do Ministério da Cultura. Ou seja, nos colocamos como parceiros. Não queremos briga. Queremos solução, não briga. Mandamos comunicados formais para o ministro da Cultura, Juca Ferreira; para o presidente da FBN, Renato Lessa; para o diretor do Livro, da Leitura e das Bibliotecas, Volney Canônica; e para os coordenadores da Frente Parlamentar do Livro e da Leitura do Congresso Nacional, senadora Fátima Bezerra (PT/RN) e deputado Stédile (PT-RS). Uma ligação do Sr. Canônica e depois um silêncio sepulcral.

Depois piora, procurados sobre o assunto, pelo jornal Metro Brasília, se omitiram novamente. O MinC mudo. E piora de novo: Tânia Pacheco, da coordenação-geral de planejamento e administração da FBN deu ao jornal um resposta que beira o ridículo: a própria biblioteca desconhece se os serviços continuam sendo prestados… Então, quem sabe? E piora de novo. Ela disse também: “Valéria Carvalho, a responsável pelos registros, que ninguém sabe por onde anda”. Leia no jornal em anexo.

Por isso, resolvemos responder na mesma moeda. Entramos no jogo do ridículo. Se não sabem por onde anda, perguntem ao RH. Perguntem à família… Comuniquem à polícia. Enfim, façam algo, justifiquem os salários.

Começamos uma campanha. Publicamos um “procura-se” nos Classificados do Jornal de Brasília:

“Quem souber do paradeiro de Vera Carvalho, responsável pelos registros de direito autoral em Brasília, da Fundação Biblioteca Nacional, favor informar com urgência a Tânia Pacheco, da coordenação-geral de planejamento e administração daquele órgão – (21) 2220-3040 ou cgpa@bn.br. Em entrevista ao jornal Metro Brasília, publicada em 4/11/2015, Tânia afirmou “que ninguém sabe por onde anda Vera”. Agradecemos pela ajuda. Marcos Linhares – Presidente Sindicato dos Escritores do DF”
Fiz um vídeo e também coloquei num site de desaparecidos. Quem sabe se a FBN resolver trabalhar e encontrar a Vera Carvalho para que ela possa voltar a oferecer o trabalho ao qual fora designada, a situação possa ser remediada.

Continuaremos nossa campanha até que os escritores recebam de volta um serviço que receberam por cerca de duas décadas e que lhes foi tirado de maneira intempestiva, por problemas de má vontade e gestão sem adjetivos para qualificar.

Em tempo: Esta campanha não possui caráter de ataque pessoal a quem quer que seja, muito menos em relação à servidora Vera Carvalho, que inclusive não conhecemos pessoalmente e que só soubemos da existência graças ao depoimento de Tânia Pacheco ao Metro Brasília. Se por acaso ela esteja passando por dificuldades de saúde pessoal ou da família, tiver tirado uma licença médica ou algo assim, desejamos o pronto reestabelecimento, tanto dela quanto de qualquer familiar. Contudo, se assim for, uma questão persiste: Se algo assim tiver ocorrido causa real estranhamento a Coordenação de Administração e Planejamento não saber por onde Vera anda… Nada justifica isso e muito menos tal declaração.

O Sindescritores se coloca à disposição para ajudar no que for possível para tentarmos resolver essa situação e os escritores poderem voltar a receber o serviço de registro em Brasília, como alias continua a ser realizado em outras 13 capitais.

Agora

Em matéria da Band Brasília, jornal Band Cidade, de 17/11/2015, os escritores Vitor Ferns e Sandra Fayad, além presidente do Sindicato de Escritores do DF, Marcos Linhares, denunciam a omissão da Biblioteca Nacional com a interrupção em Brasília, desde 2014, do serviço do escritório regional de Direitos Autorais da Biblioteca Nacional Procurado pela Band, O MINISTÉRIO DA CULTURA INFORMOU QUE VAI ABRIR UM CENTRO TEMPORÁRIO DE COLETA DE OBRAS EM BRASÍLIA, NOS PRÓXIMOS 30 DIAS./ A PROMESSA É QUE O POSTO FUNCIONE PROVISORIAMENTE ATÉ QUE AS OBRAS DA BIBLIOTECA DEMONSTRATIVA SEJAM CONCLUÍDAS./ O LOCAL, NO ENTANTO, AINDA NÃO FOI DEFINIDO.

Por isso, começamos a contagem regressiva: 17 de dezembro é o prazo final para que o MinC cumpra o que prometeu. Estamos de olho. Gostaríamos de saber o que seu mandato pode colaborar com os escritores de Brasília para garantir que não continuemos a sofrer com tanta omissão e descaso.

No aguardo.

Marcos Linhares

Presidente”

Estamos a trabalhar.

 

Comunicado Geral 28/2015- “MinC promete reabrir neste mês registro de direitos do DF”- Jornal Metro Brasília- 02/12/15

Captura de Tela 2015-12-02 às 20.01.57.png

Captura de Tela 2015-12-02 às 20.00.52

Texto:

“MinC promete reabrir neste mês registro de direitos do DF

Após uma série de protestos do Sindicato dos Escritores do DF, o MinC (Ministé- rio da Cultura) confirmou que vai reabrir o posto de registro do EDA (Escritório de Direito Autoral) no DF. A promessa é de que será escolhido um local temporário para receber o serviço – que deve começar até 21 de dezembro.

O posto funciona para que artistas submetam obras originais, como livros e partituras não publicados, para que sejam registradas e tenham sua autoria garantida. “Não vamos deixar de cobrar, esse é um direito que está sendo restituí- do, não garantido”, afirma o presidente do Sindicato dos Escritores, Marcos Linhares.

O posto de registro de Brasília funcionava na Biblioteca Demonstrativa (506 Sul) até o local ser fechado para reparos – que, depois de um ano e três meses ainda não foi concluído. Com o fechamento do posto, os escritores do DF tiveram de passar a submeter seus originais por correio até a Biblioteca Nacional no Rio de Janeiro – o que triplicou os custos e o prazo de registro.

Em comunicado enviado no mês passado ao Metro Jornal, a Biblioteca Nacional afirmava que a funcionária responsável por protocolar os registros do DF ainda estava em Brasília, embora “não soubessem informar” onde estava a servidora.

O MinC afirmou que o posto funcionará no local ainda indeterminado até que as obras na Biblioteca Demonstrativa sejam concluídas – o que não tem data definida ainda. METRO BRASÍLIA”

Faltam 26 dias para que o prazo do MinC seja cumprido. Estamos de olho.

39662737_3d1d4ca0a8_b

Em matéria da Band Brasília, jornal Band Cidade, de 17/11/2015, os escritores Vitor Ferns e Sandra Fayad, além presidente do Sindicato de Escritores do DF, Marcos Linhares, denunciam a omissão da Biblioteca Nacional com a interrupção em Brasília, desde 2014, do serviço do escritório regional de Direitos Autorais da Biblioteca Nacional Procurado pela Band, O MINISTÉRIO DA CULTURA INFORMOU QUE VAI ABRIR UM CENTRO TEMPORÁRIO DE COLETA DE OBRAS EM BRASÍLIA, NOS PRÓXIMOS 30 DIAS./ A PROMESSA É QUE O POSTO FUNCIONE PROVISORIAMENTE ATÉ QUE AS OBRAS DA BIBLIOTECA DEMONSTRATIVA SEJAM CONCLUÍDAS./ O LOCAL, NO ENTANTO, AINDA NÃO FOI DEFINIDO.///

Por isso, hoje começamos a contagem regressiva: Faltam 26 dias para que o prazo do MinC seja cumprido. Estamos de olho.