Lançamento do livro “Lango e Tixa, de Dinorá Couto Cançado, no TJDFT

Processed with MOLDIV

Nossa escritora sindicalizada (matrícula 185), Dinorá Couto Cançado lançará na quarta-feira (14/06), às 15h, no Memorial TJDFT, situado no Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios, o livro infantil ¨Lango e Tixa papo que espicha¨. 

 
O livro
“Lango e Tixa papo que espicha” é uma história onde a narrativa permite uma compreensão das relações entre os universos distintos dos personagens e valores como a amizade e igualdade são mencionados de forma lúdica. A trama começa quando Longo, um calango curioso chega na casa onde mora Tixa, a lagartixa e, a partir daí, irão traçar uma deliciosa e delicada aventura com muita diversão e encantamento.
Estamos a trabalhar.

Saudações literárias do,
MARCOS LINHARES
PRESIDENTE
Sindicato dos Escritores do Distrito Federal
Tels.:  55 (61) 3031-6524 | 8405-8290
sindicatoescritoresdf@gmail.com
SCN Quadra 02 Bloco D Loja 310
1º Pavimento Shopping Liberty Mall – Asa Norte
CEP: 70712-904 – Brasília – DF
Anúncios

COMUNICADO GERAL 9/2017 – A literatura brasiliense está em alta na semana do Dia da Mulher

banner autoras com data

A literatura brasiliense está em alta na semana do Dia da Mulher
Evento na livraria Leitura valoriza escritoras locais

COMUNICADO GERAL 9/2017

Brasília, 8 de março de 2017

Assunto: A literatura brasiliense está em alta na semana do Dia da Mulher

Evento na livraria Leitura valoriza escritoras locais

A literatura brasiliense está em alta na semana do Dia da Mulher

Eventos na livraria Leitura valorizam escritoras locais

No Dia Internacional da Mulher, 08 de março, e no sábado (11), algumas escritoras brasilienses, de segmentos literários diversos, participam de bate-papos na Livraria Leitura do Conjunto Nacional, representando o Sindicato dos Escritores do Distrito Federal. Na quarta (8/3), o evento será realizado às 18h30, sendo aberto e gratuito.

Temas como violência contra a mulher, negritude e gênero, o papel da mulher na política dentro da literatura, romance, “chicklit” com foco na mulher contemporânea e a linguagem moderna serão alguns dos temas do debate. As cinco autoras que participaram de uma seleção do Sindescritores-DF: Cristiane Sobral, Elaine Elesbão, Fabiana Gomes, Patrícia Baikal e Vânia Gomes trazem temas que são correntemente abordados na literatura brasiliense.O evento será mediado pela escritora e jornalista, Beatriz Leal, sindicalizada e finalista em 2016, na categoria Romance, do prêmio Jabuti com o livro “mulheres que mordem”.

“Acredito que a melhor forma de valorizar as mulheres é dar voz a elas e a literatura, com certeza, é um dos caminhos mais bonitos e de poder transformador”, afirmou o presidente do Sindicato dos Escritores do Distrito Federal, Marcos Linhares.

Sábado com Literatura infantil

No sábado(11/3), às 16h30, será a vez de autoras de Brasília falarem sobre as personagens femininas na literatura infantil e juvenil, com cinco autoras: Verônica Vincenza, Marina Oliveira, Lair Franca, Marisa Carla Queiroz Alves da Cunha e Luciane Melo. O bate papo será seguido de sessão coletiva de autógrafos.

Gôndola

Até domingo (12/3), ficará montada uma gôndola com livros de escritoras de Brasília:  Verônica Vincenza, Onã Silva, Marina Oliveira, Patrícia Baikal, Lair Franca, Fabiana Carvalho, Cristiane Sobral, Dinora Couto Cançado, Vânia Gomes, Luciane Melo, Elaine Elesbão, Marisa Carla Queiroz Alves da Cunha e Verônica Saiki.

Estamos a trabalhar.

Saudações literárias do,

MARCOS LINHARES
PRESIDENTE
Sindicato dos Escritores do Distrito Federal
Tels.:  55 (61) 3031-6524 | 8405-8290
sindicatoescritoresdf@gmail.com
SCN Quadra 02 Bloco D Loja 310
1º Pavimento Shopping Liberty Mall – Asa Norte
CEP: 70712-904 – Brasília – DF

Coluna Leituras Inclusivas-Projetos brasilienses em Curitiba/Paraná

*Dinorá Couto Cançado

Entre os dias 5 e 7 de agosto a capital paranaense irá respirar e celebrar a cultura, em um dos grandes eventos promovidos pela Associação Internacional de Escritores e Artistas, que promete, mais uma vez, seguindo o sucesso dos anos anteriores, emocionar e trazer a público os nomes que se destacaram em literatura, artes plásticas, música e jornalismo.

Uma das homenageadas e apresentadora do seu projeto-destaque do ano é a escritora e ativista cultural Dinorá Couto Cançado que, pelo FAC/SEC/GDF, desenvolveu a Mostra 50 projetos mapeados em Brasília. capital das leituras. Este projeto percorreu 14 cidades do DF, cadastrou mais 101 novos projetos e destes, 5 se apresentaram na décima edição do Fórum Brasília, capital das leituras, na 32 Feira do Livro de Brasília. Com isso,  a Mostra levada para Curitiba já conta com mais esses 5 mapeados:

Dinorá em Curitiba

O mundo fantástico da leitura,  da EC 03 de Brazlândia; Transformação, da EC Córrego de Sobradinho/CRE do Paranoá;  Interagir para aprender, do CEF 04 do Guará; Livros caindo n’alma, da EC 11 de Sobradinho e o projeto com maior número de pontos da manhã,  Mulheres inspiradoras, do CEF 12 de Ceilândia, com Gina Vieira Ponte, professora homenageada local da Feira do Livro.

Programação: 

Sexta- Feira: 

O evento terá seu ponto de Partida no dia 5 de agosto no Palacete Wolf, com o apoio da Fundação Cultural de Curitiba, com um Café Literário de boas-vindas, juntamente com um sarau, das 15h às 17:30h .

Neste momento, serão lançados os livros solos inéditos de alguns escritores..
A abertura terá uma apresentação sobre o projeto idealizado pela escritora e agente cultural  Dinorá Couto Cançado “Brasília, Capital das Leituras”.

No sábado, participação na  cerimônia de premiação dos Melhores do Ano 2016 no Memorial de Curitiba e,  no domingo,  numa ação inovativa,  na Feira do Poeta, onde a Literarte preparou centenas de camisetas para distribuição com obras dos artistas plásticos e frases dos escritores: apresentação de livros à venda e de brinde com a compra, o leitor ganha 1 camiseta. Algumas, com o banner/mapa do DF, à frente.

 

*Dinorá Couto Cançado é agente cultural em literatura, gestão, pesquisa, capacitação e produção cultural. Autora de livros infantis, membro-fundadora da Biblioteca Braille Dorina Nowill, especialista em inclusão.

Contatos: (61) 99701366

E-mail: dinoracouto@gmail.com

www.facebook.com/dinoracouto.cancado

Roda inclusiva na Biblioteca Braille  recebe a Pesquisa Data Folha- -COLUNA “LEITURAS INCLUSIVAS”

Roda 2.jpg

Roda inclusiva na Biblioteca Braille  recebe a Pesquisa Data Folha- -COLUNA “LEITURAS INCLUSIVAS”

*Dinorá Couto Cançado

Alguns autores muito comprometidos com o Projeto Luz & Autor em Braille, desde o seu início, em 1995, compareceram à Biblioteca Braille Dorina Nowill realizando uma roda de discussão inclusiva sobre o passo a passo do projeto. Dentre os escritores presentes que já foram patronos dos deficientes visuais na primeira versão do projeto e que continuam até hoje, destacam-se: Margarida Drumond de Assis, Regina Célia de Melo, Andrey do Amaral…

Roda

 

Regina Célia veio acompanhada de Áurea, consultora literária da Editora Paulinas, grande parceira do Projeto Luz & Autor em Braille que sempre reforça os projetos da Biblioteca com novidades literárias; há poucos dias, dezenas de títulos vieram enriquecer o acervo que alimenta os projetos desenvolvidos nesse Espaço Cultural.

O autor parceiro e amigo da Biblioteca, Andrey do Amaral, que trouxe ao grupo proposta de projeção de filmes com áudio descrição, em sua postagem/legenda de uma foto, conta a surpresa: “estamos na Biblioteca Braille Dorina Nowill, em Taguatinga-DF, reunidos para visita técnica do MPF em um prêmio nacional que o projeto Luz & Autor em Braille está concorrendo. Acessibilidade Cultural e inclusão é nossa bandeira.”

A autora Regina Célia de Melo encantou a coordenadora da Biblioteca Leonilde Fontes que nesses 10 anos à frente da Biblioteca Braille, não a conhecia, pessoalmente, apesar do livro de Regina ser o mais trabalhado na Biblioteca. A deficiente visual, Noeme Rocha, presente na roda utiliza o livro Uma joaninha diferente no seu projeto Teatro infantil em ação. Os outros títulos de Regina Célia cativam os leitores cegos, como “O menino que descobriu Brasília”, contado por Luis Eduardo, 8 anos, o frequentador mais novo da Biblioteca.

A apresentação de Margarida Drumond de Assis com suas obras literárias remeteu à sua jornada de leituras, ocasião que foi voluntária na Bibliobrailledf , pensando em retornar, logo que possível. Recordou seu livro Aconteceu no cárcere teatralizado por 4 irmãs cegas do Gama, no primeiro ano do projeto.

Já sobre o escritor Andrey Do Amaral recordamos todos os momentos que esteve e está junto com a equipe/família Braille, não só com recursos materiais acessíveis, mas com o apoio tão necessário em alguns momentos, prometendo a doação de DVDs à todas as Bibliotecas públicas do DF, um de seus ricos trabalhos como agente cultural.

O colaborador voluntário Edson Geraldo Cançado, presente, ao lado da autora do projeto em pauta, Dinorá Couto, contou de suas participações no projeto mundo afora, recordando a mais recente, em final de 2015, na delegação Feira do Livro de Guadalajara, junto com o escritor presente Andrey do Amaral.

A Diretora das Bibliotecas Públicas do DF, Maria das Graças Pimentel, colocou o grupo a par do sucesso que foi o evento inclusivo que participou em São Paulo, promovido pela Fundação Dorina Nowill, interagindo com cada participante/autor presente.

Uma nova autora que entra nessa nova fase do projeto que completa, nesse ano, 21 anos é Maria Lenir Alves Ribeiro, professora cativante na arte da matemática com o seu primeiro livro já publicado nessa área. Na roda, a apresentação de Maria Lenir Alves Ribeiro sobre seu livro Tabuada agora é fácil e painel inclusivo possibilitou um aprendizado bem significativo aos deficientes visuais presentes, com destaque para a interessada Teodora Ursino, que tem baixa visão.

Depois da roda de discussão inclusiva na Biblioteca Braille na manhã de 22/06/16, a presença de consultor da Pesquisa Data Folha conhecendo melhor a trajetória do Projeto Luz e Autor em Braille. Diemerson C. da Silva, pesquisador datafolha, que, além de ser esclarecido nas perguntas que fez, ainda gravou um vídeo de até 2 minutos, sobre como o projeto contribui com a justiça brasileira.

E, já na torcida, segundo Maria Lenir Alves Ribeiro: “Sucesso Dinorá, na conquista por mais um prêmio! Com esse rico projeto literário que integra os deficientes visuais do DF aos escritores brasilienses, promovendo sua socialização, estarei torcendo pela vitória!!!”

*Dinorá Couto Cançado é agente cultural em literatura, gestão, pesquisa, capacitação e produção cultural. Autora de livros infantis, membro-fundadora da Biblioteca Braille Dorina Nowill, especialista em inclusão.

Contatos: (61) 99701366

E-mail: dinoracouto@gmail.com

www.facebook.com/dinoracouto.cancado

Mostra Viva 50 projetos mapeados em Brasília-COLUNA “LEITURAS INCLUSIVAS”

BANNER.jpg

 

Mostra Viva 50 projetos mapeados em Brasília…

*Dinorá Couto Cançado

Com mais de quatro décadas de atuação na educação/cultura, a agente cultural pelo FAC/SEC/GDF, Dinorá Couto Cançado, reconhecida internacionalmente por suas  contribuições na área de leituras inclusivas, se prepara para levar essa pesquisa/mostra às escolas públicas do DF. A mostra, intitulada, 50 projetos mapeados em Brasília, capital das leituras  exibe, 50 trabalhos, entre projetos de escritores, de professores, de deficientes visuais e de membros da sociedade civil.

A mostra, viabilizada pelo Fundo de Apoio à Cultura da Secretaria de Cultura do DF, percorrerá as 14 Regionais de Ensino do DF: Brazlândia, Ceilândia, Gama, Guará, Núcleo Bandeirante, Paranoá, Planaltina, Plano Piloto/Cruzeiro, Recanto das Emas, Samambaia, Santa Maria, São Sebastião, Sobradinho, Taguatinga.

mostra 2.jpg

O projeto “Brasília, capital das leituras” começou em 2007 e já teve nove edições de um Fórum, onde projetos de sucesso do DF se apresentam. Em 2009, os 25 projetos mapeados nas 3 primeiras edições do Fórum foram campo da pesquisa Leitura, Cidadania e Transformação Social feita pela proponente e eterna pesquisadora Dinorá. Finalista no Prêmio Brasil Criativo, o projeto Brasília, capital das leituras consiste em mapeamento, fórum, pesquisa e, agora, essa Mostra viva itinerante.

SERVIÇO
Mostra  50 Projetos mapeados em Brasília, capital das leituras
Onde: 14 Regionais de Ensino do DF
Quando: abril a junho
Entrada: Gratuita /professores, coordenadores de escolas públicas
Informações: (61) 99701366  / dinoracouto@gmail.com

Poema da Mostra 50 Projetos

Apresento  a vocês,  interessados,
uma mostra com projeções futuras
de 50 projetos mapeados
em Brasília, capital das leituras.
Teve inicio, em 2007, com livros
com 10 projetos se apresentando
em um Fórum na Feira do Livro
e, no ano adiante, continuando.
Em 2008, mais seis iniciativas
também, na Feira,  se mostraram
e, com trocas significativas
as ações se consolidaram…
E mais nove projetos,  no ano de 2009,
encontraram-se, os 25,  na Biblioteca Nacional
foram o campo de uma  pesquisa séria
Leitura, Cidadania e Transformação Social…
De lá pra cá, 5 a cada ano, chamados a apresentar
e chegando aos 50, motivos para celebrar…
A mostra percorrerá o Distrito Federal
14 cidades com as escolas de cada  Regional
muitas descobertas, assessoria e capacitação
nessa  mostra viva, itinerante e  muita participação!
Conheceremos  mais da   Regional de Brazlândia
e  4  projetos-destaques em  Ceilândia…
Novos  projetos a surgir  no Gama,  Guará
e também no Núcleo Bandeirante e Paranoá.
Planaltina e seu  Café com Letras  já consolidado
O Plano Piloto/Cruzeiro, no ranking, bem mapeado
O Recanto das Emas já se apresentou
Samambaia não ficou de fora, celebrou!
E  Santa Maria, bem presente
São Sebastião, também, minha gente…
Sobradinho,  já nos  contemplou com três
mas foi Taguatinga que teve a sua vez…
dos 50, 17 projetos sediados nessa cidade
33% do total mapeado, alguns na maioridade.
Viva esse momento, a hora é agora…
de trocar ideias, de partilhar  e divulgar
juntos sonharmos,  mundo afora
e, com Brasília, capital das leituras, celebrar!

*Dinorá Couto Cançado é agente cultural em literatura, gestão, pesquisa, capacitação e produção cultural. Autora de livros infantis, membro-fundadora da Biblioteca Braille Dorina Nowill, especialista em inclusão.

Contatos: (61) 99701366

E-mail: dinoracouto@gmail.com

www.facebook.com/dinoracouto.cancado

Mostra 50 projetos mapeados em Brasília, capital das leituras

4

Nossa admirável sindicalizada Dinorá Couto Cançado (matrícula 185) nos avisa desta bela iniciativa que compartilhamos abaixo:

Mostra 50 projetos mapeados em Brasília, capital das leituras

Com mais de quatro décadas de atuação na educação/cultura, a agente cultural pelo FAC/SEC/GDF, Dinorá Couto Cançado, reconhecida internacionalmente por suas  contribuições na área de leituras inclusivas, percorre 14 cidades do DF, levando uma  pesquisa/mostra às escolas públicas.  A mostra,  intitulada 50 projetos mapeados em Brasília, capital das leituras,   exibe 50 trabalhos, entre projetos de escritores, de professores, de deficientes visuais e outros interessados por leituras.

A mostra, viabilizada pelo Fundo de Apoio à Cultura da Secretaria de Cultura do DF, estará nas 14 Regionais de Ensino do DF: Brazlândia, Ceilândia, Gama, Guará, Núcleo Bandeirante, Paranoá, Planaltina, Plano Piloto/Cruzeiro, Recanto das Emas, Samambaia, Santa Maria, São Sebastião, Sobradinho, Taguatinga.

O projeto “Brasília, capital das leituras” que resultou na Mostra começou em 2007 e já teve nove edições de um Fórum, onde projetos de sucesso do DF se apresentam. Em 2009, os 25 projetos mapeados nas 3 primeiras edições do Fórum foram campo da pesquisa Leitura, Cidadania e Transformação Social feita pela proponente e eterna pesquisadora Dinorá. Finalista no Prêmio Brasil Criativo, o projeto Brasília, capital das leituras consiste em mapeamento, fórum, pesquisa e, agora, essa Mostra viva itinerante.

SERVIÇO

Mostra  50 Projetos mapeados em Brasília, capital das leituras

Onde: 14 Regionais de Ensino do DF

Público-alvo: professores, coordenadores e interessados por leituras

Informações: (61) 99701366  / dinoracouto@gmail.com

Nesta terça, 4 de maio: REDE DE LEITURA INCLUSIVA DO DISTRITO FEDERAL

rede de leitura inclusiva

Compartilhamos informação importante dividida conosco pela sindicalizada Dinorá Couto Cançado :

REDE DE LEITURA INCLUSIVA DO DISTRITO FEDERAL

A Rede de Leitura Inclusiva do Distrito Federal comunica a todos os interessados do encontro gratuito que tem por finalidade potencializar as ações de leitura junto as pessoas com deficiência visual. Será um dia inteiro de diálogo e vivências no dia 04 de maio na Biblioteca Nacional de Brasília. Confira a programação no link abaixo, mais de cem inscritos,  a participação é gratuita.
Essa proposta faz parte da Rede Nacional de Leitura mobilizada pela Fundação Dorina Nowill e já abrange todos os Estados brasileiros, reunindo diversas organizações e pessoas comprometidas em ampliar as oportunidades de acesso ao livro e a leitura para as pessoas com deficiência visual e demais deficiências. Conheça mais sobre essa oportunidade no canal colaborativo da rede: www.redeleiturainclusiva.org.br.
Local: Biblioteca Nacional de Brasília – Auditório /s/n – Esplanada dos Ministérios 2, Brasília – DF, 70070-150
Telefone:(61) 3325-6237

Publico Alvo:   Profissionais que atuam com  livro/ leitura ( educadores, brincantes, bibliotecários,  contadores de histórias,  demais interessados que atuam com inclusão de PNEs)

 

Segue abaixo link com a programação completa do evento:

 

http://redeleiturainclusiva.org.br/i-encontro-da-rede-de-leitura-inclusiva-do-distrito-federal-acontecera-no-dia-04-de-maio/

O grupo de trabalho do Distrito Federal está a todo vapor com a preparação do primeiro encontro da Rede de Leitura Inclusiva, que será realizado no próximo dia 04 de maio na Biblioteca Nacional. Com uma programação de dia inteiro haverá palestras sobre Leitura Inclusiva, Tecnologias Assistivas e Audiodescrição a entrada é gratuita e para participar é necessário fazer a pré-inscrição através do link a seguir: clique aqui para inscrição. Confira a Programação do encontro:

Manhã

8h às 8h30: Credenciamento
8h30 às 9h00: Abertura e Apresentação Artística
9h00 às 9h30: Lei Brasileira de Inclusão e o acesso ao livro
9h30 às 10h00: Livro e Leitura com a escritora Elizete Lisboa

Intervalo

10h30 11h00: Acessibilidade Audiovisual
11h00-11h30: Tecnologias Assistivas
11h30- 12h00: Diálogo com participantes

Fechamento manhã com Contação de Histórias

Tarde

13h10 – 13h30: Exibição de filme curta-metragem com audiodescrição

Rodízio nos mini cursos de:

13h30 – 15h00: Turma I – Educando para a inclusão – como ajudar uma criança a se tornar leitora/Roda de Leitura Inclusiva

intervalo

15h30 – 17h00: Turma II – Educando para a inclusão – como ajudar uma criança a se tornar leitora/ Roda de Leitura Inclusiva
Local: Biblioteca Nacional de Brasília – Auditório /s/n – Esplanada dos Ministérios 2, Brasília – DF
Telefone:(61) 3325-6237