Nota de Pesar – Falecimento de Paulo Diniz

Comunicado Geral 11/2019

paulo diniz (2)Nota de Pesar

É com extremo pesar que o  Sindicato dos Escritores do Distrito Federal recebe a notícia do falecimento do professor, advogado e sindicalizado (matrícula 144), Paulo de Matos Ferreira Diniz, ocorrido em Brasília.

Neste momento de dor, nos solidarizamos com seus familiares ratificando nosso voto de pesar pela grande perda e agradecimentos à dedicação e trabalho prestados à literatura e ao amor.

Quando da posse dele em 2010, na cadeira vitalícia 1 da Academia Mundial de Direito Internacional, inspiradíssimo, como sempre, em um trecho do discurso, professou seu amor à eterna e amantíssima companheira, Vânia Diniz, também nossa colega de sindicato. Transcrevo esse belo momento: “No Rio conheci uma jovem por quem me apaixonei à primeira vista. Em conversa manifestei o desejo de Cursar Economia. Prontamente a jovem sugeriu, por que não Direito?  Seu pai advogado de renome, Procurador Federal, Prof. Dr. João da Rocha Moreira, com quem aprendi os primeiros passos do direito, que hoje emocionado  indico o seu nome como Patrono da cadeira que ora assumo.     Casamos tivemos duas  filhas. Mudamos para Brasília, onde nasceram  três netas, e, agora temos uma   Bisneta a Pietra. A jovem a quem me refiro é hoje a imortal VÂNIA MOREIRA DINIZ.”

O melhor cartão de visita e de despedida de um homem é sua história. Acreditamos que o dele, orgulha a todos nós.A Deus pedimos também que dê ao nosso amigo o merecido repouso eterno em seu reino. Muito respeitosamente, prestamos as nossas condolências e deixamos os nossos mais sinceros pêsames.

Paz e Bem, querido Paulo Diniz!

MARCOS LINHARES
PRESIDENTE
Sindicato dos Escritores do Distrito Federal
Tels.:  55 (61) 3031-6524 | 99905-5905
sindicatoescritoresdf@gmail.com
SCN Quadra 02 Bloco D Loja 310
1º Pavimento Shopping Liberty Mall – Asa Norte
CEP: 70712-904 – Brasília – DF

Comunicado Geral 58/2016 -Happy hour de Confraternização do Sindescritores e ALB-DF

Brasília, 29 de novembro de 2016
 
Comunicado Geral 58/2016 
 
Assunto: Happy hour de Confraternização do Sindescritores e ALB-DF
No sentido de podermos celebrar o ano que passou com os colegas, o Sindescritores convida a todos os escritores sindicalizados com suas famílias, a participar de nosso Happy Hour de Confraternização que será realizado na sexta-feira (16/12), das 18h às 21h,  na praça, em frente à loja Prime Vinho & Cultura ( de nossa querida diretora de Relações Institucionais do Sindescritores, Roberta Doelinger, que está a organizar tudo), no Brasil XXI (Fone: (61) 3033-7240- QD 6 CJ A LOJA 15, SHS BL D – SHCS-  clique Aqui para acessar o endereço no GPS).
Foto do local
Captura de Tela 2016-11-29 às 3.55.38 PM.png
Se chover faremos no Churchill Lounge Bar ( do outro lado no Hall de entrada do Hotel Meliá- GPS) . Tudo com música ao vivo. 
 
Captura de Tela 2016-11-29 às 4.08.55 PM.pngCaptura de Tela 2016-11-29 às 4.09.31 PM.png

Contudo, temos uma meta a atingir: Pelo menos 30 pessoas (contando com sindicalizados e acompanhantes). Para isso, quem for participar terá que mandar e-mail confirmando a participação (sindicatoescritoresdf@gmailcomaté o dia 10 de dezembro, assim como também efetuando o pagamento da taxa de apenas R$ 48,00 (por pessoa- depositar em Sindicato dos Escritores do Distrito Federal –BRB -agência 0201, conta corrente 035998-9), com direito a petiscos, água e vinho
 
Os petiscos
WhatsApp Image 2016-11-25 at 20.25.52.jpeg

Academia de Letras do Brasil, Seccional Distrito Federal (ALB-DF)
 
Uma parceira do Sindescritores do DF é a ALB-DF. Nesse sentido, também participarão do Happy hour, os acadêmicos daquela instituição. A presidente da ALB -DF é a nossa sindicalizada Vânia Gomes (matrícula 159) combinou conosco e poderemos rever ou até mesmo conhecer os colegas daquela instituição que não são sindicalizados.
 
Vinho
Para ajudar no custo, o Sindescritores estará contribuindo com 3 boas garrafas, sendo 2 de espumante e 1 de vinho tinto.
Estamos a trabalhar.
MARCOS LINHARES
PRESIDENTE
Sindicato dos Escritores do Distrito Federal
Tels.:  55 (61) 3031-6524 | 8405-8290
sindicatoescritoresdf@gmail.com
SCN Quadra 02 Bloco D Loja 310
1º Pavimento Shopping Liberty Mall – Asa Norte
CEP: 70712-904 – Brasília – DF

Comunicado Geral 11/ 2015 – Descaso para com o DF sobre direitos autorais na Biblioteca Nacional

logo2-2

Brasília, 25 de outubro de 2015

Comunicado Geral 11/ 2015

Assunto: Descaso para com o DF sobre direitos autorais na Biblioteca Nacional

Promessas. Algo que supostamente diferencia os homens antes e depois de ocuparem cargos públicos. O que eles talvez esqueçam é que há aqueles que não irão parar de cobrar quando a causa é justa e necessária, como no nosso caso.

Continuamos querendo ser aliados de quem quer que seja que se diga amigo do livro e da leitura, e por conseguinte, dos autores. Contudo, há que se fazer algo.

No dia 05 de outubro de 2015, mandamos a primeira Nota Oficial solicitando uma solução à dificuldade encontrada pelos escritores de Brasília há quase 2 anos, com o interrrompimento das atividades do escritório(que recebia os originais dos autores e dava um protocolo de recebimento) de representação regional da Biblioteca Nacional(BN). Agora, o escritor do DF fica relegado à própria sorte, pois como não recebe um protocolo manda seus originais pelo correio, e reza para que tudo dê certo, pois não como provar o que foi efetivamente enviado. Piada de mau gosto.

Colocamo-nos à disposição desde então, como parceiros, para ajudar como fosse possível para resolver a questão. Mais que uma crítica, necessitamos de enfrentar essa dificuldade.

A nota foi endereçada e recebida (confirmamos com todas as secretárias e assessores). ao ministro de Estado da Cultura (MINC, Juca Ferreira; ao presidente da Biblioteca Nacional (BN); Renato Lessa; à e aos coordenadores de uma Frente Parlamentar Mista, de nome pomposo: “em Defesa do Livro, da Leitura e da Biblioteca”, senadora Fátima Bezerra (PT-RN) e o deputado federal José Stédile (PSB-RS).

Nessas horas vemos o descompromisso, o descaso para com os escritores, para com a leitura. Se é que leram com atenção nosso texto com a demanda necessária.

Depois, no dia 13 de outubro, mandamos nova nota, dessa vez, além dos destinatários anteriores, acrescentei o Diretor de Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas – DLLLB/SE, do MinC, Volnei Canônica. Nada.

Depois, na sexta-feira (16 de outubro), o Sr. Volnei Canônica, ligou explicando que recebeu nossa demanda. Ele disse que desde que recebera nosso comunicado está vendo qual o melhor caminho a ser tomado mas que será resolvido. E finalizou dizendo que ainda na semana passada semana entraria em contato de novo, dando nova posição.

Nada. 
O diretor da Biblioteca Nacional, Renato Lessa, vive dando palestras (salutar), como uma das mais recentes em agosto último, “A crítica sociológica” , na Academia Brasileira de Letras. Deveria, gastar um pouco mais de tempo para resolver problemas afetos ao cargo dele. Onze unidades da federação recebem originais. A capital federal não mais… Desculpem-me não posso considerar algo assim dentro de critérios de competência. Nem satisfação ao assunto é dada. Talvez pense: “Que se lixem os escritores do Distrito Federal ! ”

Quanto à senadora Fátima Bezerra (PT-RN) e ao deputado federal José Stédile (PSB-RS), recebi ligações de assessores, promessas e nada mais. Nada efetivo, nem um ato significativo. Nada. Devem estar ocupados com outras áreas…. A Frente deve ser apenas um passatempo, algo para se realizar discursos, fazer novas promessas e eventos, como seminários internacionais, por exemplo…

Já trabalhei no Executivo, no Legislativo e no Judiciário, e entendo muito bem a diferença entre dificuldades para se resolver uma demanda e a vontade de, realmente, se articular, de forma concreta com quem quer que seja (de forma honesta, é claro) para se encontrar uma saída. Caminhos sempre há desde que se procure, de fato.

Essa é apenas uma de nossas demandas. Nesse, como em outros casos, sempre que for necessário, iremos até o fim. Só sossegaremos com o pronta solução. E ai agradeceremos publica e formalmente, em nome dos que haviam perdido um direito adquirido, aos que solucionarem as dificuldades. Seremos sempre parceiros das soluções.

Continuamos no aguardo de algo concreto.
Hoje, além de todos nossos escritores do Sindicato copiamos: a diretoria da Associação Nacional de Escritores (ANE); a presidente da Academia de Letras do Brasil Seccional DF, Vânia Diniz; a presidente da Academia Internacional de Cultura, Meireluce Fernandes; o presidente da Academia Taguatinguense de Letras, Gustavo Dourado; a presidente da Academia Internacional de Poetas e Escritores de Enfermagem-Academia IPÊ, Onã Silva; o presidente da Casa do Poeta Brasileiro, Seção DF, Luiz Carlos de Oliveira Cerqueira; em conjunto com a mídia local e nacional, como por exemplo, os jornalistas Raquel Cozer (Folha), Ubiratan Brasil (Estadão), Claudio Humberto (Grupo Bandeirantes), Ana Dubeux, Ari Cunha, Denise Rothenburg e José Carlos Vieira (Correio Braziliense), Michel Toronaga (Jornal de Brasília), Rodrigo Orengo (Bandnews Fm), Estevão Damazio (CBN), Ricardo Noblat (O Globo), Sylvio Costa (Congresso em Foco), Rosualdo Rodrigues (Metrópoles) e editores do Publish News. 

Marcos Linhares

                                           Presidente
                    Sindicato dos Escritores do Distrito Federal