Mercado e Oportunidades – O mercado fotográfico alternativo: Entre fotolivros e fotozines

fotógrafo

Temos que estar atentos a oportunidades o tempo todo. Compartilhamos esse texto que julgamos que possa ser útil:

O mercado fotográfico alternativo: Entre fotolivros e fotozines

Este artigo tem como objetivo o estudo das publicações fotográficas contemporâneas quanto ao seu aspecto cultural, evidenciando a importância das pequenas editoras independentes para o fomento da criatividade, e discutindo o retorno ao suporte físico em meio à digitização do mundo. Para embasar uma leitura específica do cenário editorial brasileiro, os conceitos de fotolivro, fotozine e livro do artista são apresentados e relacionados com algumas formas de divulgação e distribuição que apresentam uma forte expansão atualmente, como por exemplo as feiras alternativas e as lojas virtuais. Também são utilizados os depoimentos dos representantes de editoras e dos próprios artistas para que seja possível traçar um panorama, mesmo que superficial, das tendências e possibilidades dessa rede econômica e cultural ainda em formação.


INTRODUÇÃO

A fotografia conquistou seu lugar no mundo das artes apenas recentemente, se levarmos em consideração o período histórico das demais modalidades artísticas e, talvez por isso, ainda acompanhamos uma inquietação em sua produção, uma busca constante de renovação e conquista de novos patamares, novos suportes. Os experimentalismos estão presentes, por vezes nos processos de captação e pós-produção, outras vezes mais ligados à sua organização e apresentação ao público, etapa essa que se faz central neste artigo.

Apesar de ser quase tão antigo quanto a própria fotografia, o fotolivro vem se reinventando e ganhando importância como uma ferramenta do artista apenas recentemente, sendo cada vez mais reconhecido pelas instituições e visto como um nicho de mercado interessante por muitas editoras. Porém, em função da grande quantidade de autores e da forte seleção aplicada pelos editores, poucas publicações são voltadas para os novos artistas e ainda menos oportunidades são oferecidas quando a proposta envolve formatos alternativos ou temas pouco requisitados pelo público.

Em função desse cenário, a auto-publicação de fotolivros, a atuação de editoras independentes ou coletivos de artistas e a importância renovada do zine, mais especificamente do fotozine, estão despontando como celeiro de inovação e criatividade. Situação essa que será estudada em maior profundidade através da revisão teórica, da discussão sobre o mercado editorial atual e de entrevistas realizadas no “Ugra Zine Fest” com o objetivo de traçar um panorama geral e as tendências no Brasil. (..)

Clique no link e leia o texto na íntegra e na fonte correta:

https://titobarrios.wordpress.com/2015/10/06/o-mercado-fotografico-alternativo-entre-fotolivros-e-fotozines/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s